Os 100 jogos de Lucien Favre com o Borussia Mönchengladbach na Bundesliga
Lucien Favre treina o Borussia Mönchengladbach desde fevereiro de 2011, quando chegou para salvar o clube do rebaixamento (Foto: Divulgação / Borussia Mönchengladbach)

O Borussia Mönchengladbach recebeu o Bayer Leverkusen, na sexta-feira passada (7), no Borussia-Park e sofreu um revés de 1 a 0. Mesmo com o resultado negativo, a partida teve um "tempero" especial: foi o jogo de número 100 de Lucien Favre como técnico do Borussia em partidas da Bundesliga. O suíço iniciou sua trajetória nos Potros em fevereiro de 2011 e desde então vem conquistando respeito e admiração dos torcedores alemães.

Temporada 2010-2011

Lucien Favre estava desempregado desde setembro de 2009, quando havia sido demitido do Hertha Berlin, o primeiro clube alemão onde trabalhou. Em temporadas anteriores, conquistou quatro títulos no seu país natal: duas Copas da Suíça (em 2001, com o Servette, clube no qual ganhou status de ídolo na época de jogador, e em 2005, com o Zurique) e dois Campeonatos Suíços (ambos com o Zurique, em 2006 e em 2007).

Em 14 de fevereiro de 2011, quando chegou ao Borussia Mönchengladbach para substituir Michael Frontzeck, demitido após a derrota por 3 a 1 para o St. Pauli em Hamburgo, o clima no clube da região da Renânia do Norte-Vestfália não era dos melhores. O Gladbach era o lanterna do Campeonato Alemão com apenas 16 pontos conquistados em 22 partidas, estando a sete pontos do primeiro time fora da zona do rebaixamento - à época, o Kaiserslautern.

Logo de imediato, Favre fez mudanças as quais foram decisivas para o time. Inicialmente, promovou o goleiro belga Logan Bailly e o meia venezuelano Juan Arango para o plantel titular. Estreou com um resultado positivo: uma vitória por 2 a 1 sobre o Schalke 04 do veterano Felix Magath no Borussia-Park. No entanto, o caminho a ser percorrido para escapar do rebaixamento ainda era deveras longo.

Na reta final do campeonato, o técnico deu oportunidades aos jovens ter Stegen, Jantschke e Herrmann, que juntamente com Arango seriam peças fundamentais na permanência do time na Bundesliga 2010-2011, bem como nas boas campanhas em temporadas posteriores.

E o que parecia impossível se concretizou: o Borussia protagonizou uma arrancada incrível, com belas atuações como a goleada sobre o rival Colônia por 5 a 1 e uma sequência invicta de quatro jogos nas últimas quatro rodadas, sendo um deles a vitória sobre o Dortmund no Dérbi dos Borussias por 1 a 0, resultado que impediu os aurinegros de comemorarem o título de forma antecipada em pleno Borussia-Park.

Por terminar a competição na 16ª colocação com 36 pontos, tinha que passar pela Relegation, nome que se dá à repescagem do rebaixamento, na qual o 16º da Bundesliga enfrenta o 3º da 2.Bundesliga em dois jogos para definir o último representante do certame na próxima temporada. Na ida, o brasileiro naturalizado belga Igor de Camargo assinalou o gol da vitória por 1 a 0 no apagar das luzes, em casa. Na volta, Nordtveit marcou contra a própria meta e deixou o Bochum em vantagem, placar o qual levaria o confronto à prorrogação. Entretanto, a estrela de Marco Reus brilhou e o gol do atacante na reta final da segunda etapa salvou os Potros do rebaixamento. Com muita emoção e muito sufoco, a salvação veio.

Temporada 2011-2012

Após escapar do rebaixamento, Favre e a diretoria do Borussia entraram em comum acordo e preferiram que o clube mantivesse a base da última temporada para a disputa da edição a qual estava por vir. Tal decisão gerou muita desconfiança entre os torcedores, tendo em vista a sufocante campanha em 2010-2011, mas eles mal sabiam nos frutos que a equipe colheria.

Já na primeira rodada, o Mönchengladbach tinha um desafio dificílimo: encarar o Bayern na Allianz Arena. Os Potros não se intimidaram com os prognósticos nada agradáveis e triunfaram com o placar de 1 a 0, conseguindo quebrar um tabu de 16 anos sem vencer os bávaros na Baviera. O gol foi marcado por Igor de Camargo.

Além da estreia, grandes atuações marcaram a ótima campanha do Borussia Mönchengladbach na Bundesliga 2011-2012, tais como as goleadas sobre Werder Bremen, Colônia, Schalke 04 e Mainz e as vitórias memoráveis contra Hamburgo, Hannover, Hertha Berlin, Bayern de Munique e Bayer Leverkusen.

A equipe passou boa parte do campeonato brigando ponto a ponto com Borussia Dortmund, Bayern e Schalke pelo título, mas perdeu o fôlego na reta final, ressaltado pelas lesões ocorridas com Reus e Herrmann, e terminou a BL na 4ª posição, posto que lhe deu o direito de disputar a fase preliminar da UEFA Champions League. Com um total de 60 pontos, o M'gladbach quebrou mais um tabu na corrente temporada: não ingressava numa competição continental desde 1996, quando disputou a antiga Copa da UEFA por ter conquistado a DFB-Pokal em 1995.

Temporada 2012-2013

Na janela de transferências, o Borussia Mönchengladbach sofreu o preço da competitividade. Três das principais peças deixaram o time: o zagueiro brasileiro Dante e os alemães Neustädter (meia) e Reus (atacante). Foram para Bayern, Schalke e Dortmund, respectivamente. Com isso, os Potros tiveram que abrir os cofres e contrataram jogadores como Álvaro Domínguez, Luuk de Jong, Branimir Hrgota e Peniel Mlapa.

A eliminação nos playoffs da Liga dos Campeões para o Dynamo de Kiev era apenas o início de uma temporada que seria difícil para os comandados de Favre. Mesmo lutando por vaga nas competições europeias até o final, o Borussia fez uma campanha bastante irregular e teve que se contentar com a 8ª colocação ao final do certame, totalizando 47 pontos. A critério de estatística, foi nesta temporada que o Borussia de Lucien Favre sofreu sua pior derrota: o 5 a 0 para o Dortmund no Westfalenstadion.

Lucien Favre manteve seu esquema de atacar e defender forte, marcando a saída de bola do adversário, mas fez coisas mirabolantes. Quis transformar o Patrick Herrmann no "novo Marco Reus", improvisando-o como atacante, e até mesmo como meia armador, diversas vezes. A importância de Herrmann na equipe aumentou consideravelmente e o jogador dividiu a artilharia do time com de Jong ao final da temporada, mas ficou evidente que ele tem melhor rendimento jogando na sua posição original, a de meia direita. Outras improvisações malucas foram colocar o meia armador Tolga Cigerci como meia-direita, o atacante Luuk de Jong como meia armador e o volante Xhaka como meia esquerda.

Temporada 2013-2014

Depois da campanha meia-boca em 2012-2013, mais contratações foram feitas durante o mercado europeu. Vieram o volante Kramer, emprestado do Leverkusen, e os avançados Raffael e Kruse, adquiridos do Schalke e do Freiburg, respectivamente. Com o passar dos jogos, foi visto como tais aquisições contribuíram para a volta do dinamismo e do bom futebol do Borussia - e para o fim das improvisações malucas do comandante. As permanências de ter Stegen, Xhaka, Arango e Herrmann também ajudaram a consolidar tal fato. Ainda há a ascensão do lateral Oscar Wendt, que tem despontado nos últimos jogos e está presente no elenco desde 2011.

Com a invencibilidade em casa e a 3ª colocação no 1º turno, o Gladbach voltou a ser um dos centros das atenções na Bundesliga. Entretanto, o mau desempenho no início do 2º turno - três derrotas em três jogos, a pior sequência da Era Favre - jogou os Potros para o 5º posto e liga o sinal de alerta no Borussia-Park. A queda de rendimento a qual assombrou o time na reta final da edição retrasada da BL parece ter vindo mais cedo nesta temporada. Algo natural num campeonato de pontos corridos.

Tendo vínculo com o Borussia Mönchengladbach até o ano de 2015, a tendência é que Lucien Favre continue o seu bom trabalho no clube da Renânia do Norte-Vestfália. Tornou-se um ícone da torcida por ter ajudado o Borussia a voltar a frequentar a parte de cima da tabela do futebol alemão, tudo isto depois de o clube ter passado várias temporadas lutando contra a degola, e até mesmo passar pela segunda divisão.

É evidente que Favre queira ficar marcado na instituição por algo maior, alguma conquista. Bateu na trave em 2012, quando viu o Mönchengladbach cair na semifinal da DFB-Pokal, ao ser eliminado pelo Bayern nos pênaltis. Se o tão sonhado "gol" virá, só o tempo nos responderá. Mas é fato que ele já nos mostrou a importância do treinador suíço para os borussen. Muitos torcedores o comparam a Hennes Weisweiler, técnico do Borussia nos anos dourados das décadas de 60 e 70, melhores épocas da história do clube. A moral realmente está em alta.

Os 100 jogos de Lucien Favre no comando do Borussia Mönchengladbach pela Bundesliga

goal.com

Borussia Mönchengladbach 2 x 1 Schalke 04 - 20/02/2011

Wolfsburg 2 x 1 Borussia Mönchengladbach - 25/02/2011

Borussia Mönchengladbach 2 x 0 Hoffenheim - 05/03/2011

Werder Bremen 1 x 1 Borussia Mönchengladbach - 12/03/2011

Borussia Mönchengladbach 0 x 1 Kaiserslautern - 18/03/2011

Bayern de Munique 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 02/04/2011

Borussia Mönchengladbach 5 x 1 Colônia - 10/04/2011

Mainz 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 15/04/2011

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Borussia Dortmund - 23/04/2011

Hannover 0 x 1 Borussia Mönchengladbach - 30/04/2011

Borussia Mönchengladbach 2 x 0 Freiburg - 07/05/2011

Hamburgo 1 x 1 Borussia Mönchengladbach - 14/05/2011

Bayern de Munique 0 x 1 Borussia Mönchengladbach - 07/08/2011

Borussia Mönchengladbach 1 x 1 Stuttgart - 13/08/2011

Borussia Mönchengladbach 4 x 1 Wolfsburg - 19/08/2011

Schalke 04 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 28/08/2011

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Kaiserslautern - 10/09/2011

Hamburgo 0 x 1 Borussia Mönchengladbach - 17/09/2011

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Nuremberg - 24/09/2011

Freiburg 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 01/10/2011

Borussia Mönchengladbach 2 x 2 Bayer Leverkusen - 15/10/2011

Hoffenheim 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 22/10/2011

Borussia Mönchengladbach 2 x 1 Hannover - 29/10/2011

Hertha Berlin 1 x 2 Borussia Mönchengladbach - 05/11/2011

Borussia Mönchengladbach 5 x 0 Werder Bremen - 19/11/2011

Colônia 0 x 3 Borussia Mönchengladbach - 25/11/2011

Borussia Mönchengladbach 1 x 1 Borussia Dortmund - 03/12/2011

Augsburg 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 10/12/2011

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Mainz - 18/12/2011

Borussia Mönchengladbach 3 x 1 Bayern de Munique - 20/01/2012

Stuttgart 0 x 3 Borussia Mönchengladbach - 29/01/2012

Wolfsburg 0 x 0 Borussia Mönchengladbach - 04/02/2012

Borussia Mönchengladbach 3 x 0 Schalke 04 - 11/02/2012

Kaiserslautern 1 x 2 Borussia Mönchengladbach - 18/02/2012

Borussia Mönchengladbach 1 x 1 Hamburgo - 24/02/2012

Nuremberg 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 04/03/2012

Borussia Mönchengladbach 0 x 0 Freiburg - 10/03/2012

Bayer Leverkusen 1 x 2 Borussia Mönchengladbach - 17/03/2012

Borussia Mönchengladbach 1 x 2 Hoffenheim - 24/03/2012

Hannover 2 x 1 Borussia Mönchengladbach - 01/04/2012

Borussia Mönchengladbach 0 x 0 Hertha Berlin - 07/04/2012

Werder Bremen 2 x 2 Borussia Mönchengladbach - 10/04/2012

Borussia Mönchengladbach 3 x 0 Colônia - 15/04/2012

Borussia Dortmund 2 x 0 Borussia Mönchengladbach - 21/04/2012

Borussia Mönchengladbach 0 x 0 Augsburg - 28/04/2012

Mainz 0 x 3 Borussia Mönchengladbach - 05/05/2012

Borussia Mönchengladbach 2 x 1 Hoffenheim - 25/08/2012

Fortuna Düsseldorf 0 x 0 Borussia Mönchengladbach - 01/09/2012

Borussia Mönchengladbach 2 x 3 Nuremberg - 15/09/2012

Bayer Leverkusen 1 x 1 Borussia Mönchengladbach - 23/09/2012

Borussia Mönchengladbach 2 x 2 Hamburgo - 26/09/2012

Borussia Dortmund 5 x 0 Borussia Mönchengladbach - 29/09/2012

Borussia Mönchengladbach 2 x 0 Eintracht Frankfurt - 07/10/2012

Werder Bremen 4 x 0 Borussia Mönchengladbach - 20/10/2012

Hannover 2 x 3 Borussia Mönchengladbach - 28/10/2012

Borussia Mönchengladbach 1 x 1 Freiburg - 03/11/2012

Greuther Fürth 2 x 4 Borussia Mönchengladbach - 11/11/2012

Borussia Mönchengladbach 1 x 2 Stuttgart - 17/11/2012

Augsburg 1 x 1 Borussia Mönchengladbach - 25/11/2012

Borussia Mönchengladbach 2 x 0 Wolfsburg - 28/11/2012

Schalke 04 1 x 1 Borussia Mönchengladbach - 01/12/2012

Borussia Mönchengladbach 2 x 0 Mainz - 09/12/2012

Bayern de Munique 1 x 1 Borussia Mönchengladbach - 14/12/2012

Hoffenheim 0 x 0 Borussia Mönchengladbach - 19/01/2013

Borussia Mönchengladbach 2 x 1 Fortuna Düsseldorf - 26/01/2013

Nuremberg 2 x 1 Borussia Mönchengladbach - 03/02/2013

Borussia Mönchengladbach 3 x 3 Bayer Leverkusen - 09/02/2013

Hamburgo 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 16/02/2013

Borussia Mönchengladbach 1 x 1 Borussia Dortmund - 24/02/2013

Eintracht Frankfurt 0 x 1 Borussia Mönchengladbach - 01/03/2013

Borussia Mönchengladbach 1 x 1 Werder Bremen - 09/03/2013

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Hannover - 17/03/2013

Freiburg 2 x 0 Borussia Mönchengladbach - 30/03/2013

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Greuther Fürth - 06/04/2013

Stuttgart 2 x 0 Borussia Mönchengladbach - 14/04/2013

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Augsburg - 19/04/2013

Wolfsburg 3 x 1 Borussia Mönchengladbach - 27/04/2013

Borussia Mönchengladbach 0 x 1 Schalke 04 - 03/05/2013

Mainz 2 x 4 Borussia Mönchengladbach - 11/05/2013

Borussia Mönchengladbach 3 x 4 Bayern de Munique - 18/05/2013

Bayern de Munique 3 x 1 Borussia Mönchengladbach - 09/08/2013

Borussia Mönchengladbach 3 x 0 Hannover - 17/08/2013

Bayer Leverkusen 4 x 2 Borussia Mönchengladbach - 24/08/2013

Borussia Mönchengladbach 4 x 1 Werder Bremen - 31/08/2013

Hoffenheim 2 x 1 Borussia Mönchengladbach - 15/09/2013

Borussia Mönchengladbach 4 x 1 Eintracht Braunschweig - 20/09/2013

Augsburg 2 x 2 Borussia Mönchengladbach - 27/09/2013

Borussia Mönchengladbach 2 x 0 Borussia Dortmund - 05/10/2013

Hertha Berlin 1 x 0 Borussia Mönchengladbach - 19/10/2013

Borussia Mönchengladbach 4 x 1 Eintracht Frankfurt - 27/10/2013

Hamburgo 0 x 2 Borussia Mönchengladbach - 02/11/2013

Borussia Mönchengladbach 3 x 1 Nuremberg - 09/11/2013

Stuttgart 0 x 2 Borussia Mönchengladbach - 22/11/2013

Borussia Mönchengladbach 1 x 0 Freiburg - 01/12/2013

Borussia Mönchengladbach 2 x 1 Schalke 04 - 07/12/2013

Mainz 0 x 0 Borussia Mönchengladbach - 14/12/2013

Borussia Mönchengladbach 2 x 2 Wolfsburg - 23/12/2013

Borussia Mönchengladbach 0 x 2 Bayern de Munique - 24/01/2014

Hannover 3 x 1 Borussia Mönchengladbach - 01/02/2014

Borussia Mönchengladbach 0 x 1 Bayer Leverkusen - 07/02/2014

VAVEL Logo