Apesar da eliminação, Vidal afirma que o sentimento é de orgulho: "Deixamos a alma no campo"
Arturo Vidal após a eliminação chilena (Foto: Juan Mabromata/AFP)

O sentimento é de orgulho e de tristeza para o Chile. O motivo de orgulho é pela bela campanha na Copa do Mundo e por ter quase eliminado os donos da casa, o Brasil. A tristeza é justamente por isso: quase eliminou. Faltou bem pouco para a Roja vencer, e chances não faltaram. Pinilla acertou o travessão no final da prorrogação, e se Jara não errasse a última cobrança de pênalti, o final da história no Mineirão poderia ter sido diferente. Para o volante chileno Arturo Vidal, faltou sorte.

"Estamos muito tristes porque perdemos nos pênaltis. Fizemos um bom jogo contra esse candidato número um [para vencer a Copa], que é o Brasil.  Não tivemos sorte. A bola não quis entrar quando bateu na trave, mas vamos contentes porque deixamos a alma no campo. Não pudemos realizar nossos sonhos de ser campeão, mas estamos orgulhosos do grupo", afirmou Vidal após a partida.

O jogador declarou que não só seus companheiros, mas também os torcedores do país devem se sentir orgulhosos. O camisa 8 falou em voltar para casa com a cabeça erguida, pois deram o seu melhor e caíram para um dos favoritos: "Estamos tristes, por voltar mais cedo, mas com a cabeça erguida porque nós demos tudo dentro de campo", finalizou Arturo Vidal.

Com a eliminação diante do Brasil, o Chile dá adeus ao Mundial após conseguir bons feitos. Um deles foi ter eliminado a atual campeã do torneio, a Espanha, ainda na fase de grupos. A equipe de Felipão segue adiante e enfrentará a Colômbia nas quartas de final, na próxima sexta-feira (4), às 17h (de Brasília), no Castelão.

VAVEL Logo