Em meio à crise, Inzaghi diz que não vai renunciar cargo de treinador do Milan
Inzaghi crê que sua equipe possa estar sofrendo de problemas mentais (Foto: Divulgação/Milan)

O Milan sucumbiu mais uma vez na Serie A e perdeu para o Genoa nesta quarta-feira (29) por 3 a 1, no San Siro, em Milão, pela 33ª rodada do certame. Criticado por quase toda a torcida rossonera, o treinador Filippo Inzaghi deixou claro após o jogo que não pretende deixar o comando técnico do time italiano.

Nada de renúncia, penso que estão de acordo. Eu visto a camisa como sempre fiz como jogador. Eu renunciaria se não visse o empenho da equipe. Neste momento difícil cada um deve tomar as próprias responsabilidades. Fico chateado pelo presidente e o clube. Existe pouco para fazer, precisamos seguir em frente e pedalar”, reiterou Pippo em entrevista coletiva.

Com a derrota ante o Genoa, o Milan praticamente eliminou as chances de buscar uma vaga na Uefa Europa League da próxima temporada, embora ainda tenha possibilidades matemáticas. Assim, será a segunda temporada seguida que o clube rossonero não irá disputar uma competição europeia. Inzaghi acredita que a equipe possa estar sofrendo um problema mental.

Essa equipe foi capaz de vencer o Napoli e empatar com a Roma. Me chateia ter perdido tantos jogadores por contusão. Acho que este elenco vale mais do que os pontos que tem, mas precisamos fazer melhor e mais. Acho que nos treinamentos sempre deram tudo, neste momento acho que seja um problema mental”, admitiu.

Após a derrota para a Udinese, no último sábado (25), por 2 a 1, no Friuli, Inzaghi optou por concentrar a equipe no centro de treinamento Milanello visando o jogo contra o Genoa. De nada adiantou e a equipe sucumbiu novamente. O ex-jogador tentou explicar.

Os jogadores estavam de acordo em ficar concentrados. Trabalhamos três dias para vencer essa partida [contra o Genoa], não sei o que aconteceu em campo. Acho que realmente seja um problema mental e que não encontramos um modo de sair. Se me for dada a oportunidade, tentarei fazê-lo”, assegurou.

Inzaghi concluiu deixando uma fala enigmática no ar: “Aconteça o que acontecer, o Milan estará sempre no meu coração. Estou aqui há uma vida, estou tranquilo, procuro sempre dar tudo de mim. Esta é a dura vida do treinador”.

O próximo compromisso do Milan é contra o Napoli, no domingo (3), às 15h45, diante do Napoli, no San Paolo, pela 34ª rodada da Serie A.

VAVEL Logo