Juventus busca empate contra Bayern e deixa decisão por vaga para Munique

O confronto colocou em lados opostos o líder da Liga Italiana e da Alemã. E não deixou a desejar em nenhum aspecto. Na tarde desta terça-feira, jogando na Juventus Stadium, pela ida das oitavas de final da Uefa Champions League 2015/16, Juventus e Bayern de Munique protagonizaram uma emocionante partida, que acabou em 2 a 2. Müller e Robben abriraram vantagem para os bávaros, mas Dybala e Sturaro não desistiram e garantiram o empate. O confronto decisivo ocorre no dia 16 de março, na Allianz Arena.

O time do técnico Massimiano Alegri volta a campo no próximo domingo (28), quando enfrenta a Internazionale de Milão, às 16h45, no Juventus Stadium, pela 27º rodada do Campeonato Italiano. Já o próximo compromisso dos comandados de Pep Guardiola é no sábado (27), às 11h30 (horário de Brasília), contra o Wolfsburg, fora de casa, pela 23º rodada da Bundesliga.

Dono da bola, Bayern é pouco ameaçado e abre placar no fim da etapa inicial

Foram necessários exatos 29 segundos para que os torcedores espalhados pelo mundo vissem a primeira finalização do embate. Foi quando Mandzukic, no interior da área, concluiu fraco de perna esquerda, facilitando o trabalho de Neuer. O Bayern de Munique respondeu pouco depois. Aos 3, Vidal soltou o pé de fora da área e parou na boa defesa de Buffon.

Aos 11, Dybala disparou e cruzou perigosamente na direção de Mandzukic, que esticou o pé, mas não conseguiu alcançar a bola. Na sequência, a chance mais clara do jogo até então. Müller recebeu de Lewandowski e, na risca da pequena área, com Buffon caído, desafiou a aparente facilidade do lance: se complicou todo com a pelota e permitiu a recuperação da zaga rival.

Encurralada no seu território, a Vecchia Signora encontrava enormes dificuldades em sair jogando. Culpa da competente marcação do time de Pep Guardiola, que dava poucos espaços para o rival respirar. Donos da posse de bola, os visitantes ainda obrigavam os anfitriões a redobrarem a atenção nas pontas, onde Cuadrado e Pogba auxiliavam os laterais Lichtsteiner e Evra, respectivamente.

Aos 22 minutos, Robben recebeu quase no bico da área e arrematou de canhota, com a bola encobrindo a meta. Pouco depois, a pelota foi no alvo e exibiu trabalho de Buffon. Aos 30, Bernat chutou com veneno, e o experiente goleiro defendeu com certa dificuldade. No minuto seguinte, Lewandowski aproveitou a cobrança de falta de Thiago e desviou, mas o arqueiro defendeu sem grandes apuros.

No final do primeiro tempo, contudo, não teve jeito. Robben cruzou da direita e achou Douglas Costa, que ajeitou para o meio. A zaga afastou mal e a bola se ofereceu para Müller, que bateu de chapa para o fundo da rede, traduzindo a superioridade que sua equipe mostrou ao longo do cotejo em gol.

Juventus leva o segundo, reage e busca o empate

Para a etapa final, apenas uma alteração: na Juve, Hernanes ingressou na vaga de Marchisio. A equipe de Massimiliano Allegri até sugeriu uma mudança de postura, pressionando a saída de bola dos bávaros e marcando uma presença mais forte no campo de ataque. Nada que tenha incomodado o Bayern de Munique por pouco tempo. Aos 5 minutos, Alaba ainda arriscou do meio da rua, sobre a meta.

Aos 9 minutos, foi-se pelos ares qualquer perspectiva de superioridade italiana. Lewandowski recebeu pelo meio e serviu Robben. Na sua jogada característica, o holandês ajeitou para a canhota, passou por Barzagli e, esbanjando categoria, bateu colocado no canto direto de Buffon, que nada pôde fazer. 2 a 0 para os visitantes que se sentiam em casa.

Mas os locais não se deram por vencido. Aos 17 minutos, em lance aparantemente tranquilo, Kimmich se complicou e afastou mal. Mandzukic aproveitou e acionou Dybala, que dominou, invandiu a área, bateu firme no canto de Neuer e reacendeu a esperança da torcida bianconeri.

Empurrada pelos seus torcedores, a Juventus cresceu na partida. Aos trancos e barrancos, na raça e na vontade, Mandzukic recuperou a bola, conduziu e a passou para Cuadrado, que, dentro da área, concluiu com força, no alto. Com muita tranquilidade, Neuer espalmou por cima. Na sequência, Pogba recebeu no bico da área, se livrou da marcação e arrematou colocado, perigosamente pra fora.

O gol solitário da Juventus, que parecia ouro para os donos da casa em função superiodade bávara, ganhou companhia. Muito em conta pela estrela do Massimo Alegri. Aos 30 minutos, Mandzukic dominou pelo meio e lançou Morata, que entrou no lugar de Dybala pouco antes. De cabeça, o espanhol escorou para Sturaro, outro novato na tarde. O camisa 27 deu um carrinho suficiente para o fazer levar vantagem sobre a zaga. Suficiente para vencer Neuer, explodir no travessão e morrer no fundo do barbante.

Explorando a bola aérea, as equipes ainda criaram boas chances de marcar. Aos 37, Pogba completou cruzamento de Lichtsteiner e cabeceou por cima. O Bayern de Munique respondeu na mesma moeda. Aos 44, após cobrança de escanteio de Thiago, Benatia subiu mais alto que todo mundo e mandou encobriu a meta. Ainda teve tempo para Bonucci arrematar da meia-lua e Neuer defender. No fim, tudo igual na Juventus Stadium.

VAVEL Logo