Em projeto de expansão mundial, Bayern de Munique e Wolfsburg abrem escritórios na China

Um dia depois do CEO da Bundesliga, Christian Seifert, ter revelado à imprensa novas estratégias para alavancar o crescimento do Campeonato Alemão, principalmente em Nova York, dois dentre os mais tradicionais clubes da Alemanha abrem escritórios para seguir na mesma direção. Nesta terça-feira (22), Bayern de Munique e Wollfsburg inauguraram seus centros na China. Em entrevista coletiva, Seifert já tinha destacado quais seriam os objetivos de expandir a Bundesliga mundo afora, principalmente em grandes centros urbanos, como megalópoles.

"O objetivo de ser um líder em inovação e tecnologia não é apenas impulsionar o nosso próprio crescimento, mas também pensar em termos de soluções para os desafios enfrentados pelos nossos parceiros. Nossa abordagem abrangente envolve a empresa de mídia - desde o design de pacotes de licenciamento, através da tecnologia de transmissão, até formatos especiais e medidas de marketing que acompanha e abrange todos os canais de mídia. A longo prazo, a única liga para desfrutar o sucesso será aquela que vai oferecer uma competição de alto calibre, um caráter distintivo de sua competência de mídia própria e de nível superior, em iguais medidas", explicou Seifert.

Após estabelecer um escritório em Nova York em 2014, o Bayern de Munique estabeleceu uma sede na China, onde vai disputar o Audi Summer Tour em julho, durante a pré-temporada. Segundo o diretor da equipe bávara, Karl-Heinz Rummenigge, o fato serve como aumentar o prestígio que o clube tem em território chinês.

"Depois de abrir nosso escritório nos Estados Unidos, estamos felizes em estabelecer nossa segunda presença permanente aqui em Xangai. Isso nos permite intensificar o contato com os torcedores, com os clubes, com as associações e as outras instituições. Não tivemos nada além de experiências maravilhosas em nossas viagens anteriores à China e sentimos a alta estima que nosso clube tem aqui", afirmou Rummenigge.

(Foto: Johannes Eisele/AFP/Getty Images)
(Foto: Johannes Eisele/AFP/Getty Images)

Outro clube que simultaneamente abriu escritório em território chinês foi o Wolfsburg, em Pequim. O objetivo é estreitar relações entre chineses e alemães. Todas as atividades do clube na China será coordenado na capital do país mais populoso do mundo, inclusive a intensificação do desenvolvimento das categorias de base.

Estiveram presentes no evento Zvjezdan Misimovic, campeão da Bundesliga 2008/2009 com o clube e que joga na China desde 2013, a lenda da Bundesliga Wynton Rufer, além de 150 convidados para celebrar o evento. Outra presença notável foi Jiayi Shao. Segundo o gerente dos Lobos, Thomas Röttgermann, todo esse processo faz parte da internacionalização do clube, além da concentração de mercados-alvos futuros.

"A abertura do nosso escritório de representação é mais um importante marco na implementação da nossa estratégia de internacionalização. O Wolfsburg já está estabelecido na China e desfruta de grande destaque, o que é confirmado pela nossa crescente quantidade de adeptos na China, bem como nosso número cada vez maior de parceiros chineses. Juntamente com os nossos parceiros internacionais, queremos desencadear muitas coisas nos nossos principais mercados-alvo no futuro. O mercado do futebol chinês é, para a Bundesliga em geral e para o Wolfsburg em particular, de grande importância. Porque aqui você tem a combinação mais singular de enorme euforia pelo futebol alemão, concentrado poder econômico e enorme interesse estatal no futebol", ponderou Röttgermann.

(Foto: Reprodução/Twitter/Wolfsburg)
(Foto: Reprodução/Twitter/Wolfsburg)
VAVEL Logo