Mbappé no banco e bicicleta de Jemerson: detalhes da 14ª vitória seguida do Monaco na Ligue 1
Foto: Divulgação/Monaco

Mesmo perdendo alguns jogadores importantes, o Monaco inicia a atual temporada da Ligue 1 da mesma maneira que encerrou a última: vencendo. Neste último domingo (13), o clube do principado venceu o Dijon por 4 a 1, em partida válida pela segunda rodada do certame francês. O grande destaque individual foi Falcao, autor de três tentos.

Leonardo Jardim não mudou seu esquema tático e manteve o mesmo padrão aplicado na temporada passada, obviamente com algumas variações, pela mudanças de características de algumas peças. Três brasileiros começaram entre os 11: Jemerson, Fabinho e Jorge. O técnico escalou dois jogadores velozes pelos lados e dois volantes com boa saída de jogo. A bola parada continua sendo uma boa arma dos monegascos.

O recorde de vitórias na Ligue 1

Ao vencer o Dijon, o Monaco alcançou a marca de 14 vitórias consecutivas pelo Campeonato Francês, igualando a marca estabelecida pelo Bordeaux entre maio e agosto de 2009. O último empate alvirrubro na Ligue 1 foi em fevereiro, diante do Bastia. A derradeira derrota é ainda mais antiga, em dezembro, quando perderam por 3 a 1 para o Lyon.

Os monegascos estão na terceira colocação, com os mesmos seis pontos de outras quatro equipes, diferenciando apenas nos critérios de desempate. A próxima partida será sexta-feira (18), fora de casa, diante do Metz, onde tentará superar o recorde de vitórias do Bordeaux.

Jemerson anota golaço após escanteio

Aos 25 minutos, após escanteio cobrado por João Moutinho, o zagueiro brasileiro surpreendeu a todos e aplicou uma bicicleta no canto de Reynet. Nos últimos três jogos pela Ligue 1, contando a temporada passada, Jemerson anotou três gols, um em cada partida.

De titular absoluto à reserva de luxo

Kylian Mbappé não atuou diante do Dijon. A jovem promessa francesa de apenas 18 anos, e já com passagem pela seleção de seu país, ficou no banco. Em determinado momento, todos os reservas foram para o aquecimento, menos o camisa 10 monegasco. Em meio a especulações de PSG e Real Madrid, Leonardo Jardim tentou explicar a situação:

“Foi uma decisão do clube e quando digo clube, digo as pessoas que tomam decisões aqui. Como o jogo foi ficando mais fácil, dei minutos a outros jogadores pois todos devem estar preparados. A partir do próximo mês temos a Champions e vamos precisar de todos”, disse o técnico.

Resta saber até onde entra a vontade dos mandatários e a opção de Jardim. A frase dá sentido duplo de interpretação. Mas não há para onde fugir. A decisão de colocar Mbappé no banco veio de cima, mas durante o decorrer da partida, pelo placar já estabelecido, o técnico resolveu dar minutos a outros atletas, que possivelmente terá que usar após a saída (ou não) do atacante. Entraram, naquele setor, Gil Dias e Carrillo.

Hat-trick de Falcao

Radamel viveu uma temporada de redenção, agora ele precisa se estabelecer. Após momentos difíceis depois da séria lesão que o tirou da Copa de 2014, Falcao teve passagens apagadas por Manchester United e Chelsea. Depois de não conseguir outro destino, restou ao colombiano voltar – sob desconfiança – para o principado. Neste domingo, ele anotou seu segundo hat-trick na Ligue 1. O maior artilheiro da seleção colombiana mostra que vai ser mais uma vez um dos pilares da equipe nesta temporada.

VAVEL Logo