Ex-Palermo, Micolli é condenado a três anos e meio de prisão por envolvimento com máfia italiana

Fabrizio Miccolli, ex-jogador do Palermo, foi condenado a três anos e meio de prisão por extorsão agravada pelo Tribunal de Palermo. De acordo com a justiça italiana, o jogador pediu a Mauro Lauricella, filho de um dos chefes da máfia de Kalsa, para recuperar 12 mil euros que Miccoli havia emprestado a um sócio para este investir em uma discoteca. 

Segundo o Tribunal de Palermo, apenas dois mil euros foram recuperados e Lauricella já foi julgado pelo crime. Em sua defesa, Miccoli afirmou não saber do envolvimento do amigo com a máfia e, após sua condenação, o advogado do ex-atleta anunciou que entrará com recursos para reverter a sentença. 

Miccoli foi formado pelo Milan e teve passagens por Juventus, Fiorentina e Palermo, onde foi um dos responsáveis por levar a equipe até a final da Copa Itália de 2011, sendo batidos pelo Diavolo. O ex-jogador também já defendeu as cores da Azzurra

VAVEL Logo