Análise: No embalo de Pickford, Inglaterra vence batalha aérea contra Suécia

Goleiro inglês opera dois milagres, ingleses marcam pelo alto e chegam à semifinal da Copa após 28 anos, mantendo o sonho da final ainda vivo

Análise: No embalo de Pickford, Inglaterra vence batalha aérea contra Suécia
(Foto: Reprodução/ Twitter)
Suécia
0 2
Inglaterra

Ainda não dá para afirmar que o "futebol está indo para casa", como canta a torcida inglesa para apoiar a sua equipe, mas dá para dizer que a Seleção Inglesa está perto de voltar a jogar uma final de Mundial. A vitória por 2 a 0 sobre a Suécia, em Samara, na manhã desse sábado (7) mostrou isso. 

+ Gareth Southgate comemora classificação da Inglaterra, destaca 'heróis' e enaltece equipe

+ Pelo alto, Inglaterra despacha Suécia e volta às semis após 28 anos

A partida começou com os ingleses tendo a posse, mas errando muitos passes, especialmente no ataque. Apesar disso, cada equipe criou apenas uma chance cada nos primeiros vinte minutos, ambas finalizadas pela linha de fundo. 

Aos 29, a história inglesa começava a ser escrita pelo alto: Ashley Young cobrou escanteio na cabeça de Maguire, que tocou com muita força, sem chance para Olsen, 1 a 0. Após o gol, a Inglaterra passou a ter o domínio absoluto do jogo e perdeu duas boas chances com Lingard e Sterling, que ainda teve um gol anulado, antes do intervalo.

Foto: FIFA/Getty Images
Foto: FIFA/Getty Images

Na volta para a segunda etapa, começou o show de Pickford no gol da Seleção Inglesa. Logo no primeiro minuto, Augustsson cruza pela esquerda e Berg cabeceou no cantinho, mas o jovem goleiro pulou e operou um milagre em Samara. 

A chance sueca acordou os comandados de Southgate, e a equipe britânica pressionaram na base do chuveirinho, até que aos 12, Dele All completou o cruzamento de Lingard, mandando para o fundo do gol, 2 a 0. Os gols em bolas levantadas são a especialidade inglesa nesse Mundial: foram cinco marcados desse jeito até aqui.

Foto: FIFA/Getty Images
Foto: FIFA/Getty Images

Precisando de gols, a Suécia partiu para o ataque, e Pickford apareceu mais uma vez, cinco minutos depois, para salvar uma bela finalização de Berg, no canto, em uma das melhores defesas da Copa. Aos 27, no terceiro duelo entre o atacante sueco e o goleiro inglês, mais uma vez o arqueiro do Everton-ING, levou vantagem.

Depois disso, bastou a Inglaterra segurar o placar para permanecer em busca do segundo título mundial da história. Na semifinal, os jovens ingleses vão enfrentar a surpreendente Croácia, na quarta-feira às 15h, em Moscou.