Inglaterra derrota Camarões e enfrentará Noruega nas quartas da Copa do Mundo
Divulgação / England 

Na tarde deste domingo (23), Inglaterra e Camarões se enfrentaram pelas oitavas de final da Copa do Mundo Feminina da França no estádio Stade du Hainaut, na cidade de Valenciennes. Sendo a favorita desse confronto, as inglesas não decepcionaram e derrotam as camaronesas por 3 a 0, e assim avançaram para as quartas do Mundial para enfrentar a Noruega

Durante o primeiro tempo, pudemos ver a equipe da Inglaterra extremamente organizada dentro de campo, envolvendo totalmente o time adversário em seu estilo de jogo. Desde do primeiro minuto, viu-se a superioridade desde da troca de passes, do posicionamento dentro de campo, na recomposição de bola, o que fez as camaronesas se confundirem com o tipo de postura que teriam dentro de campo, ajudando a Inglaterra a jogar de acordo com seus erros. 

Cometendo uma falta dentro da grande área, um Tiro livre indireto foi concedido a Inglaterra e as favoritas do confronto puderam abrir o placar. Aos 14 minutos de jogo, Houghton marcou para as inglesas.

Mesmo com a sua dominação dentro de campo, essa vantagem não era convertida em gols. O que deixava o jogo em aberto, porque vendo essa possibilidade, a seleção de Camarões começou a investir em jogadas isoladas, mas quando chegava ao ataque, levava um certo perigo. Mas graças a uma bela assistência de sua companheira, White ficou em perfeitas condições e a Inglaterra saiu para o intervalo com uma boa vantagem que precisou da ajuda do VAR para que o gol fosse confirmado. 

No final da primeira etapa, o gol da Inglaterra foi revisado por uma possível posição de impedimento da atacante que se postou no meio de duas defensoras camaronês. Com a não anulação do gol, as jogadoras de Camarões ficaram revoltadas com a decisão da juíza o que fez a partida ter um atraso de sete minutos para o o final do primeiro tempo. 

Com a volta para a segunda etapa, um novo acontecimento aconteceu com o envolvimento do VAR. Logo em sua primeira jogada de ataque, o time camaronês chegou a uma finalização bem sucedida, mas graça a posição irregular da atacante Nchout, o gol foi anulado. O que acabou causando um descontrole grande na equipe que não aceitou a decisão da juíza. O que fez elas levarem um chamado por esse comportamento inaceitável dentro de campo ainda ocasionando a plateia a vaiarem as jogadoras pela atitude. 

Com os ânimos recobrados, a partida recomeçou com as duas equipes levando um tempo até entrarem no ritmo novamente. Como os acontecimentos recentes, as duas equipes tiveram chances claras de gol, mas a superioridade inglesa aparece novamente e elas liquidam o jogo com esse último gol. 

Fechando o placar aos 58, Greenwood fez com que não restasse dúvidas que a Inglaterra será a próxima adversária da Noruega nas quartas de final. Em um jogo tenso, a equipe inglesa pode mostrar sua força dessa nova geração e que está fazendo uma campanha história com essa renovação. 

VAVEL Logo