Hoffenheim antecipa planejamento para próxima temporada e demite técnico Alfred Schreuder
Foto: Divulgação/Hoffenheim

A quatro rodadas para encerrar a temporada na Alemanha, o Hoffenheim já promoveu mudanças em sua comissão técnica. Na manhã desta terça-feira (9), a equipe anunciou a saída do treinador Alfred Schreuder. O contrato com o técnico tinha mais dois anos de duração, mas a diretoria optou pela rescisão antecipada por diferenças de pensamento para as temporadas seguintes. Junto com Alfred, o assistente técnico e seu irmão, Dick Schreuder também deixa o time alemã.

De acordo com informações divulgadas pelo clube em seu site oficial, o trabalho de Alfred Schreuder foi considerado como bom e o desempenho de meio de tabela também agradou a direção. Porém, os próprios gestores do Hoffenheim afirmaram que a demissão foi necessária por haver diferenças de pensamento entre técnico e equipe, principalmente com uma exigência maior causada pela pandemia do coronavírus. Desta forma, a rescisão foi a opção amigável de resolver o assunto, como disse o diretor administrativo Dr. Peter Görlich.

“Alfred estabilizou o time após sua chegada no verão passado e estabeleceu a equipe no meio da tabela de classificação em uma temporada que entra na história da Bundesliga como uma das mais extraordinárias por causa da crise do coronavírus. Tínhamos opiniões diferentes sobre questões importantes e detalhadas. Trabalhar juntos até o final da temporada não fazia mais sentido. Agradecemos a Alfred pelo trabalho realizado e pela solução amigável que agora foi encontrada. Em vista da atual situação esportiva, achamos importante agir imediatamente e garantir condições claras”, afirmou.

Em praticamente um ano como treinador dos Hoffs, foram 33 jogos, com 14 vitórias, sete empates e 12 derrotas, com 55 gols marcados e 61 sofridos. Sem participar de nenhuma competição internacional e nem nacional, com exceção do Campeonato Alemão, o time ainda briga por uma vaga na Uefa Europa League da próxima temporada. Freiburg e Wolfsburg são os principais concorrentes nessa disputa. Alfred Schreuder entendeu a decisão tomada pelos seus chefes e explicou que a transparência é fundamental em tais conversas.

“Eu sabia desde o início que a tarefa em Hoffenheim seria um grande desafio. O trabalho me encheu de grande alegria e agradeço ao clube por me dar a chance de trabalhar na Bundesliga. Infelizmente, não conseguimos chegar a um acordo sobre como gostaríamos de liderar o Hoffenheim no futuro. Lamento esse desenvolvimento. Não é incomum na vida profissional ter opiniões diferentes. Você precisa ser honesto um com o outro e extrair as consequências apropriadas”, afirmou.

Nas rodadas derradeiras, o Hoffenheim será comandado por uma equipe de treinadores formada pela comissão técnica existente no clube. Matthias Kaltenbach, Michael Rechen e Timo Gross estarão à frente e recebem os reforços de Marcel Rapp e Kai Herdling, com a aproximação do diretor de futebol Alexander Rosen. A equipe soma 43 pontos, ocupa a sétima posição na Bundesliga e entra em campo às 15h30 da próxima sexta-feira (12) para enfrentar o Leipzig na PreZero Arena.

VAVEL Logo