EUA nas quatro linhas #8 - MLS e a saga da Concacaf Champions League
Foto: divulgação /  LA Galaxy

Engana-se quem acredita que as equipes da Major League Soccer (MLS) nunca ganharam a Concacaf Champions League. O primeiro vencedor foi o DC United em 1998 e, depois, o LA Galaxy conseguiu o triunfo em 2000. Entretanto, ambos os times nunca disputaram o Mundial de Clubes da FIFA. Afinal, a primeira edição foi realizada em 2000 e suspensa nos anos posteriores. Que tal entender essa história por completo?

Em 1998, sob comando de Bruce Arena, o United fez história. Depois de eliminar o León na semifinal por 2 a 0, disputou a final da competição contra o Toluca e também venceu por 1 a 0. Sendo assim, conseguiu a vaga para disputar a Copa Interamericana naquele mesmo ano e não conseguiu o título. Dois anos depois, em 2000, LA Galaxy foi o segundo e último clube estadunidense a conquistar a América do Norte. Isso mesmo. São 20 anos de seca. Não foi uma boa campanha igual à equipe da capital, mas foi o suficiente. A franquia da califórnia passou nos pênaltis tanto na quartas de final quanto na semifinal, afinal, empatou com o Real Espanha por 0 a 0 e com o DC United por 1 a 1; respectivamente. Na final, jogou diante do Olimpia e venceu a partida por 3 a 2. 

Infelizmente, o Galaxy não participou de nenhum torneio intercontinental. Em 2000, a FIFA realizou a primeira edição do Mundial de Clubes e foi um sucesso. Porém, como a empresa de marketing esportivo que cuidava dos direitos de transmissão faliu e também houve não houve acordo com os clubes europeus por conta do calendário, não foi dado prosseguimento ao evento no ano seguinte. Com isso, os principais clubes do mundo continuaram participando da Copa Toyota. No Mundial, em 2001, o Los Angeles ficaria no Grupo C junto com: Hearts of Oak, Júbilo Iwata e Real Madrid. 

Vale lembrar que, quando ambos os clubes norte-americanos conquistaram o continente, o DC United já era bicampeão da MLS Cup e o único título do Galaxy era a MLS Supporter’s Shield que credenciou a equipe para este torneio tão cobiçado.

Desde então os mexicanos reinam na Concacaf Champions League. Eles não sabem o que é perder este título desde 2006. Consequentemente, as equipes da MLS empacam nas semifinais ou, no máximo, conseguem tornar-se vice-campeões.

VAVEL Logo