Libertadores volta daqui a um mês; veja como estão os times 
Foto: Divulgação / Libertadores

A Conmebol marcou para 15 de setembro a volta da Libertadores, principal competição interclubes da América do Sul, sonho de consumo dos brasileiros. Até agora aconteceram apenas duas das seis rodadas previstas na fase de grupos. Neste momento, Athletico Paranaense, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos e São Paulo representam o Brasil na Libertadores.

Dos 32 clubes que disputam a Libertadores neste momento, apenas América de Cali, Flamengo e Santos mudaram o comando técnico em relação ao começo da Libertadores.

O brasileiro Alexandre Guimarães deixou o clube colombiano em junho e o escolhido para o cargo é o argentino Juan Cruz Real, que ainda não estreou porque o futebol no país está parado desde março. Substituto de Jorge Jesus, que pediu demissão em julho, Domènec Torrent chegou neste mês no Flamengo e desde então são duas derrotas (Atlético-MG e Atlético-GO) e uma vitória (Coritiba). Já o Santos demitiu o português e contratou Cuca, que iniciou mais uma passagem pelo alvinegro com uma vitória (Athletico Paranaense), um empate (Red Bull Bragantino) e uma derrota (Internacional). 

Brasileiros lutam pelo terceiro título em cinco anos

Atual campeão, o Flamengo perdeu nesta semana o lateral direito Rafinha e tem no chileno Isla o substituto ideal. Além dele, negociou o atacante Lucas Silva com o Paços de Ferreira, de Portugal. 

Próximo adversário do rubro-negro no torneio, o Independiente del Valle estreou com vitória por 4 a 2 no Campeonato Equatoriano. O grupo A ainda inclui o Barcelona, que também ganhou na estreia - 1 a 0. O único da chave que não está em ritmo de competição é o Junior Barranquilla, que por enquanto realiza os testes periódicos de Covid-19 e treinamentos. Ainda não há informações sobre a volta do Campeonato Colombiano, paralisado desde 10 de março, quando foi disputava a oitava rodada - são 20 no total. 

Já o Palmeiras está no grupo B, o mesmo de Guaraní-PAR, Bolívar e Tigre-ARG. Desde que a Libertadores parou, o alviverde conquistou o Campeonato Paulista e teve a saída do atacante Dudu como principal novidade no elenco. O lateral esquerdo Victor Luís também foi para o Botafogo e o clube reintegrou o colombiano Angulo, que estava no Cruzeiro. Além disso, jovens da base como Gabriel Menino e Patrick de Paula estão ganhando mais oportunidades no time titular.

O Guaraní empatou no final de semana com o 12 de Octubre pelo Campeonato Paraguaio, enquanto o Tigre mantém a rotina de treinamentos, aguardando pelo reinício da segunda divisão argentina. O Bolívar está na mesma situação dos hermanos, sendo que o Campeonato Boliviano parou em março.

O time brasileiro que mais mudou o elenco neste período sem jogos da Libertadores foi o Athletico Paranaense. A equipe contratou nomes como os zagueiros Felipe Aguilar e Pedro Henrique, o volante Richard, o atacante Geuvânio, e negociou o lateral Adriano. Além disso, desmanchou o time de transição e conquistou o estadual.

O grupo C do rubro-negro paranaense tem Colo-Colo, Jorge Wilstermann e Peñarol. Bolivianos e chilenos seguem apenas treinando, enquanto o time uruguaio venceu o Boston River por 2 a 0 no final de semana pelo campeonato local.

Binacional, LDU, São Paulo e River Plate formam o grupo D. Eliminado nas quartas de final do Paulistão, o tricolor do Morumbi vive instabilidade dentro e fora de campo, com questionamento do técnico Fernando Diniz por parte de imprensa e torcedores, ademais de críticas ao elenco.

O River Plate está treinando, enquanto a LDU venceu o Olmedo no Campeonato Equatoriano por 3 a 2 no último domingo (17). Já o time peruano é o que menos atuou em 2020 (três jogos) e contratou recentemente o zagueiro colombiano Camilo Mancilla. Nesta semana o clube se envolveu em uma polêmica porque alguns jogadores do elenco foram acusados de quebrar protocolos de segurança após a divulgação de casos positivos de covid-19 no elenco. A Federação Peruana investiga a situação e, paralelamente, ainda estuda alternativas para a volta da competição nacional.

Internacional e Grêmio lideram o grupo E, à frente de América de Cali e Universidad Católica. O tricolor disputa com o Caxias no final deste mês o título do Campeonato Gaúcho, enquanto o Colorado concentra-se no Brasileirão até a volta da Libertadores.

Ainda sem técnico, os colombianos negociaram Gustavo Carvajal com o Atlético Levante, da segunda divisão espanhola, e retomaram os treinos enquanto o campeonato não começa, mesma situação dos chilenos.

O Santos lidera o grupo G, que ainda tem Olimpia, Defensa Y Justicia e Delfín. Os equatorianos venceram o Emelec por 2 a 0 no final de semana. Já os paraguaios ficaram no 2 a 2 com o San Lorenzo. Os argentinos do Defensa Y Justicia ainda estão na fase de treinamentos.

Os grupos F e H são os únicos sem clubes brasileiros. No primeiro, Alianza Lima, Estudiantes de Mérida, Racing estão treinando, enquanto o Nacional-URU ganhou do River Plate-URU por 3 a 2 no final de semana. 

Único em atividade no grupo H, o Libertad ganhou nesta segunda (17) do Nacional-PAR por 2 a 0. Para completar, o Caracas também mantém a programação de treinos enquanto aguarda pela volta do Campeonato Venezuelano, mesmo caso do Boca Juniors, na Argentina, e do Independiente Medellín na Colômbia. A equipe colombiana contratou recentemente o meio-campista Walter Rodríguez, que estava no 12 de Octubre, do Paraguai. 

VAVEL Logo