Pochettino exalta Gueye e descarta favoritismo na Champions League
Mauricio Pochettino após Paris Saint-Germain 0 a 1 Bayern (UEFA / Divulgação)

O Paris Saint-Germain, pelo segundo ano consecutivo, se classificou para as semifinais da UEFA Champions League. Mesmo perdendo para o Bayern nesta terça-feira (13), no Parc des Princes, o PSG avançou por ter vencido o adversário por 3 a 2 em Munique - a derrota na capital francesa veio por 1 a 0, com os alemães tendo feito menos gols fora de casa. Mauricio Pochettino, técnico dos parisienses, entretanto, descartou qualquer tipo de favoritismo.

Sempre citando os gigantes europeus que já eliminou na fase eliminatória da UEFA Champions League 2020/2021, Pochettino afirmou que não vê favoritismo para as semifinais do certame. "Creio que não. Eliminamos o Barcelona nas oitavas de final. Eliminamos o Bayern depois destes dois jogos, mas, agora, não considero que sejamos favoritos. O Chelsea também está qualificado e amanhã vamos ver se o Liverpool, Real Madrid, Dortmund ou City também se qualificam. Todos têm as mesmas oportunidades de chegar ao título", comentou o treinador do Paris Saint-Germain.

Enfrentando o vencedor do confronto entre Manchester City e Borussia Dortmund, o argentino também não comentou qual equipe prefere enfrentar. "Não tenho preferência por nenhum adversário. Já jogamos com o Barcelona e com o Bayern e eliminamos ambos. Não nos cabe escolher qual será o adversário", respondeu.

Máquina

Dois atletas foram elogiados por Mauricio Pochettino pelas atuações defensivas que tiveram contra o Bayern. "Quando Idrissa Gueye saiu do campo, disse que ele foi uma máquina. E ele é mesmo uma máquina. Colin Dagba também fez um grande jogo e conseguiu anular outro grande jogador, Kingsley Coman", finalizou.

Apesar dos elogios do treinador do PSG, o Bayern foi a equipe que mais desarmou na partida: 23 a 17. Os alemães também tiveram mais posse de bola (56%), finalizações (14 a 10) e chutes certos (cinco a três).

VAVEL Logo