Scaloni detona gramado do Nilton Santos e elogia Argentina após estreia na Copa América
Lionel Scaloni após Argentina 1 a 1 Chile (Alan Morici / CONMEBOL / Divulgação)

A Argentina passou longe de ter a estreia que imaginava na Copa América 2021. No Nilton Santos, os argentinos empataram com o Chile, por 1 a 1, nesta segunda-feira (14), na primeira rodada do Grupo A do torneio. O resultado passou longe de preocupar Lionel Scaloni, técnico argentino. O que desagradou o comandante foi o gramado em que a peleja foi disputada.

Para o treinador, o empate da Albiceleste foi injusto. "Merecíamos vencer, mas no final saímos com um empate. De qualquer forma, este é apenas o começo de um torneio muito difícil. Eu ficaria preocupado se a equipe não gerasse situações de gol. O importante é que fizemos isso, colocamos muitos jogadores na área. Uma hora a bola vai entrar, estamos tranquilos", pontuou.

Falando sobre o adversário, Scaloni contemporizou e declarou que o tento de Eduardo Vargas foi decisivo. "Foram duas jogadas pontuais em que a equipe não estava bem. O Chile teve o pênalti e nada mais. Daquele momento em diante foi difícil para nós", disparou.

A seleção chilena, atuando no 4-3-3 de Martín Lasarte, teve ligeiramente mais posse de bola: 51%. Nas finalizações, entretanto, melhor para a seleção argentina, também jogando no 4-3-3 de Lionel Scaloni: dezoito finalizações (contra cinco dos adversários) - sendo cinco certas, contra quatro da Roja.

Gramado

O estado do campo do Nilton Santos também foi tema da entrevista coletiva do treinador argentino. "Ter jogado melhor neste campo diz muito. O estado é lamentável. Aos dez minutos você não conseguia mais jogar. É mais para outro esporte do que para o futebol. O mesmo acontece em outros estádios da Copa América. Um bom campo é essencial para jogar um bom futebol", disparou o comandante. 

Na próxima rodada do Grupo A da Copa América 2021, a Argentina enfrenta o Uruguai na próxima sexta-feira (18), às 21h (Horário de Brasília), em Brasília.

VAVEL Logo