Em jogo de extremos, Bayern tenta ampliar vantagem no topo contra turbulento Colônia

Enquanto bávaros seguem temporada de recuperação com alta pontuação na liderança e garantiram o título simbólico de campeão do inverno de maneira antecipada, Bodes ainda buscam primeira vitória na Bundesliga

Em jogo de extremos, Bayern tenta ampliar vantagem no topo contra turbulento Colônia
Foto: Tf-Images/Getty Images
Bayern de Munique
Colônia
Bayern de Munique: Starke; Rafinha, Jérôme Boateng, Süle e Alaba; Rudy e Tolisso; Thomas Müller, James Rodríguez e Ribéry; Lewandowski. Técnico: Jupp Heynckes.
Colônia: Timo Horn; Olkowski, Sörensen, Heintz e Jannes Horn; Matthias Lehmann, Özcan, Jojic e Handwerker; Clemens e Klünter. Técnico: Stefan Ruthenbeck.
ÁRBITRO: Daniel Siebert
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 16ª rodada da Bundesliga 2017-18, a ser disputado às 17h30 desta quarta-feira (13), na Allianz Arena

Equipes tradicionais, que tinham tudo para ter momentos históricos nesta temporada. De um lado, a primeira parte do calendário segue muito boa, tranquila e cada vez mais perto de ser atingida, pelo menos em esfera nacional. Do outro lado, queda livre, números desastrosos e o sonho que virou pesadelo. A vitória é importante e pode manter o atual panorama, como pode modificá-lo. Esse é o cenário de Bayern de Munique x Colônia. Em situações opostas na tabela de classificação, as equipes medem forças pela 16ª rodada da Bundesliga 2017-18, às 17h30 desta terça-feira (12), na Allianz Arena.

No último fim de semana, os bávaros conquistaram uma vitória simples como visitante contra o Eintracht Frankfurt e contou com o tropeço dos principais concorrentes para se isolar ainda mais na liderança, com 35 pontos ganhos, oito a mais que o vice-líder RB Leipzig. Em contrapartida, os Bodes poderiam ter conquistado a primeira vitória no Campeonato Alemão. Diante de sua torcida, a equipe chegou a abrir 3 a 0 no primeiro tempo, mas cedeu impressionante virada ao Freiburg e segue na última colocação, com apenas três pontos somados em 45 disputados.

Foto: TF-Images/Getty Images

De vento em popa

Ao levar em consideração o momento do Bayern de Munique, nem é imaginado que o time passou por momentos turbulentos no começo da temporada, com demissão de Carlo Ancelotti, elenco dividido e com o pedido suplicado de Jupp Heynckes para sair da aposentadoria e dar tranquilidade. O time é outro, saiu do momento de confusão e atua de maneira soberana no cenário nacional, com grandes possibilidades de aumentar o feito histórico e conquistar o inédito hexacampeonato no país se continuar com este ritmo.

Garantido antecipadamente como campeão de inverno, o time bávaro consegue esvaziar o departamento médico. Ainda assim, tem problemas sérios. O meia Thiago Alcántara e o goleiro Manuel Neuer seguem lesionados e só voltam a jogar em 2018. No gol, Ulreich permanece fora após sentir lesão momentos antes do duelo contra o Eintracht Franfurt. Com isso, Tom Starke, que também saiu da aposentadoria para não deixar uma lacuna ainda maior no setor, vai ser escalado novamente.

Foto: Divulgação/Bayern de Munique

Sobre a situação no gol, uma vez que três dos quatro goleiros da equipe estão no departamento médico, o técnico Jupp Heynckes explicou que Ulreich não vai ser escalado para preservação física e acredita que Starke vai voltar a ter bom desempenho diante do Colônia.

“Tom Starke será o goleiro titular. Ulreich vai fortalecer o desempenho e vai estar pronto para o jogo do fim de semana. Eu não quero arriscar. Ulreich teve um enorme desenvolvimento, alguns dos quais são bastante destacados, e eu recomendaria aos diretores do Bayern iniciar as negociações para renovar seu contrato. Não falamos por um segundo sequer sobre a contratação de um novo goleiro”, explicou.

No meio da tempestade

O Colônia não consegue sair da situação ruim. A temporada, que tinha tudo para ser dos sonhos pelo fato do time voltar a disputar uma competição internacional depois de 25 anos, se tornou de completos pesadelos pela eliminação na Uefa Europa League ainda na fase de grupos e principalmente pela campanha desastrosa na Bundesliga. O fato de ainda não ter conquistado nenhuma vitória resultou na demissão do técnico Peter Stöger depois de cinco temporadas à frente do clube. A situação ficou ainda pior quando o time conseguiu abrir uma vantagem de 3 a 0 no último fim de semana e cedeu a virada ao Freiburg.

O técnico interino dos Bodes, Stefan Ruthenbeck, não poderá contar com quatro jogadores. Guirassy, Osako, Rausch e o veterano atacante Claudio Pizarro estão com problemas de ordem médica e não foram relacionados para o confronto, além dos jogadores que estão lesionados há mais tempo e promovem grandes lacunas no time titular. A boa notícia é o retorno de Jorge Meré após não sofrer nada nos treinamentos e a expectativa é que o treinador possa colocá-lo em campo.

Foto: Divulgação/Köln

Em entrevista coletiva depois do último treinamento, Ruthenbeck comentou sobre a dificuldade de motivar os jogadores por causa da primeira parte da temporada totalmente desastrosa, aquém do esperado, mas destacou que o time ainda não desistiu e vai lutar para sair da situação ruim.

“Definitivamente nós não somos os favoritos. Vamos lá com vários jogadores das categorias de base. Vai ser difícil, sem dúvida. Mas não estou disposto a desistir. Os atletas estavam desanimados, mas não é uma situação amigável após a partida contra o Freiburg. Entendemos a nossa situação atual e sabemos o quanto é difícil. Mentalmente, não acho que tenha mudado algo nos jogadores. Não podemos desistir. Os jogadores sabem que será uma batalha, mas eles estão preparados para estarem lá. Não teremos medo”, disse.