Draxler descarta retorno ao futebol alemão e se diz focado no PSG

Meio campista teria sido especulado ao Bayern de Munique, onde é apontado como o sucessor de Franck Ribéry

Draxler descarta retorno ao futebol alemão e se diz focado no PSG
Foto: Jean Catuffe/Getty Images

Sem ser bem aproveitado no Paris Saint-Germain, o meio campista alemão Julian Draxler teve seu nome diversas vezes especulado a uma possível saída do clube parisiense, com interesse de clubes ingleses, como o Arsenal e mais recentemente do Bayern München, no qual é cotado para substituir o também meio campista francês Franck Ribéry, que tem contrato com o clube da Baviera até o final da atual temporada.

No entanto, em entrevista, o jogador alemão afirmou que o seu foco atual é fazer o melhor com a camisa da equipe parisiense, conquistando assim espaço entre os titulares:

"Estou no meio da temporada e estamos indo muito bem até agora. Posso afirmar que a única coisa que penso no momento são do PSG para essa temporada. Não é momento para pensar no futuro a curto ou longo prazo, e sim focar nos objetivos."

Draxler chegou ao Paris Saint Germain com um contrato de quatro anos, em janeiro de 2017, após passagem de uma temporada e meia pelo Wolfsburg. Na mesma entrevista, ele falou sobre a atual situação de Neymar, contratado para ser a grande estrela do PSG: 

"É normal aparecerem muitas notícias com bobagens sobre um jogador como Neymar. Ele é um cara gentil e educado, que sabe o tamanho de sua importância para o time. Um jogador como ele pode exigir privilégios. Ninguém está com ciúmes ou zangado com ele. Obviamente que a história sobre definir o cobrador de pênaltis existiu. Poderia ter terminado em um ou dois dias, mas a mídia passou quatro, cinco semanas discutindo isso"

A especulação da chegada do meia ao jogador ao Bayern é reflexo do momento vivido pelo clube alemão. Apesar de ser líder da Bundesliga, a equioe que vem melhorando após a chegada de Jupp Heynckes, contratado para substituir Carlo Ancelotti, o time precisa lidar com a possível saída de Arjen Robben e Ribéry, ambos com contrato até o final da temporada 2017/18 e que não devem renovar com o Bayern.