Ilicic perde pênalti e Fiorentina empata sem gols contra Milan

Viola teve mais chances e dominou boa parte da partida, mas esloveno acertou a trave em penalidade e placar não saiu do zero

Ilicic perde pênalti e Fiorentina empata sem gols contra Milan
Foto: Getty Images
Fiorentina
0 0
Milan
Fiorentina: Tatarusanu; Tomovic, Gonzalo (Vecino, min. 59), Salcedo; Bernardeschi, Carlos Sánchez, Badelj (Tello, min. 73), Milic; Borja Valero, Ilicic (Babacar, min. 82); Kalinic. Técnico: Paulo Sousa
Milan: Donnarumma; Calabria, Paletta, Romagnoli, De Sciglio; Montolivo, Kucka, Bonaventura (Antonelli, min. 78); Suso, Niang (Locatelli, min. 67), Bacca (Luiz Adriano, min. 87). Técnico: Vincenzo Montella
ÁRBITRO: Daniele Orsato, auxiliado por Elenito di Liberatore e Andrea Marzaloni. Amarelos: Gonzalo, Milic (FIO); Calabria, Montolivo, Locatelli, Antonelli (MIL)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 6ª rodada da Serie A Tim 2016-17, no Stadio Artemio Franchi, em FLorença, Itália

Jogando no Artemio Franchi, a Fiorentina manteve sua marca de não sofrer gols em casa na Serie A, mas também não balançou as redes do Milan e o jogo terminou 0 a 0. Ilicic, no primeiro tempo, mandou cobrança de pênalti na trave e desperdiçou grande oportunidade para dar a vitória à Viola. Assim, o time de Florença, que tem um jogo a menos, é o 11º colocado, com oito pontos. O time rossonero, que não leva gols a três partidas, ocupa o 6º lugar, com 10.

Na próxima quinta-feira (29), a Fiorentina recebe o Qarabag pela 2ª rodada da fase de grupos da Europa League, às 14h. Já pela Serie A, a Viola visita o Torino, enquanto o Milan recebe o Sassuolo, ambos os jogos no domingo (2), às 13h.

Fiorentina domina, mas perde pênalti e fica no zero

A Viola foi superior durante a maior parte do primeiro tempo. Além do 58% de posse de bola e de ter oito a cinco em finalizações, a Fiorentina deu poucas alternativas para o Milan atacar. Pressionando a saída de bola rival, o time de Florença forçou os erros do time rossonero e teve o controle da primeira etapa.

Aos 4, Kalinic descolou passe de calcanhar para Ilicic, que carregou pelo meio e arriscou de fora da área, com perigo à direita. O Milan teve em Niang, em combates com Tomovic, a principal arma do time na primeira etapa. Aos 17, o atacante recebeu de Bonaventura e bateu em cima de Gonzalo, mas a bola voltou para o francês que bateu forte, mas por cima.

Cinco minutos depois, Valero recebeu dentro da área cruzamento de Badelj, foi derrubado por Calabria e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Ilicic tentou buscar o canto esquerdo, mas carimbou o pé da trave de Donnarumma.

Com Milic pela esquerda e Bernardeschi pela direita, a Fiorentina teve boas armas para jogadas laterais, mas os cruzamentos de ambos não encontraram nenhum alvo que finalizasse, muito pela consistência da dupla de zaga do Milan. Aos 39, Ilicic tabelou com Tomovic, ajeitou para o pé esquerdo e novamente bateu colocado, à direita. Assim, os visitantes conseguiram se segurar e a Viola lamentou o 0 a 0 após os 45 iniciais.

Apesar de boas chances, placar persiste no zero

O segundo tempo começou aberto e o Milan teve boas chances para abrir o placar explorando espaços e assim assustando em contra-ataques. Aos 4, Bonaventura avançou pelo meio e abriu para Niang, que finalizou travado e a bola voltou para Bonaventura, que chutou forte, mas Salcedo se lançou na bola e salvou. Aos 9, Calabria cruzou da direita para Niang finalizar, mas Tatarusanu defendeu. No contra-ataque, Ilicic puxou jogada pelo meio e abriu para Kalinic, que bateu cruzado, mas Donnarumma espalmou.

Aos 17, Suso recebeu de Bonaventura dentro da área, limpou a marcação e bateu, mas Badelj salvou. No rebote, Niang ficou de frente para o gol, mas novamente a defesa viola apareceu para cortar. A partir desse momento, a Fiorentina passou a controlar novamente o jogo. No total, o time teve 62% de posse de bola e finalizou 20 vezes, contra 12 do Milan.

Aos 20, Valero lutou pela bola na quina da área e finalizou de canhota, mas Donnarumma salvou. Dois minutos depois, Bernardeschi chutou de fora da área, mas novamente o goleiro do Milan apareceu para segurar.

O técnico Paulo Sousa, da Viola, fez alterações focadas em colocar o time no ataque e, enquanto Montella recuou seu time com as mudanças, a Fiorentina empurrou o rival para a sua defesa, mas não criou tantas chances claras. Mas, aos 37, o Milan teve grande oportunidade para abriu o placar. Calabria cruzou da direita, Sánchez furou e a bola sobrou para Baccar, que finalizou de forma acrobática, mandando com muito perigo à esquerda.

A Fiorentina teve o domínio e se espôs nos instantes finais, e, já aos 49, Luiz Adriano avançou pela esquerda e foi derrubado por Tomovic muito próximo da área. O time do Milan reclamou de pênalti, mas o árbitro nem ao menos falta marcou e o jogo no Franchi ficou mesmo sem gols.