Pickford garante que cifra paga pelo Everton não o incomoda: "São apenas números"

Goleiro de 23 anos se tornou o quarto da posição mais caro da história ao chegar nos Toffees por £ 30 milhões

Pickford garante que cifra paga pelo Everton não o incomoda: "São apenas números"
Foto: Divulgação / Everton FC

Quando um jogador chega num clube por um valor muito grande, espera-se grandes coisas dele, independente de sua idade e posição. Com Jordan Pickford, quarto goleiro mais caro da história, não é diferente. O jogador assinou contrato com o Everton na última semana por £ 30 milhões, mas afirmou em entrevista neste domingo (18) que são apenas números e se mostrou focado em sua missão com o time sub-21 da Inglaterra na Euro da categoria. 

Pickford, que pegou um pênalti na sexta-feira num empate por 0 a 0 com a Suécia, de fato não se incomoda com o alto número pago pelo Everton para contar com seus trabalhos, mesmo que ele tenha sido rebaixado para a Championship junto do Sunderland, o que geralmente torna as contratações mais viáveis. Ele garante que tudo o que deseja é fazer o seu trabalho e não pensar em mais nada. 

Com clássico londrino na segunda rodada, Premier League divulga tabela da temporada 2017/18

"São apenas números, num são?", indagou. "É o meu trabalho defender a meta do time em que jogo e manter a bola longe das redes, o que eu ando fazendo. Eu mantenho muitos clean sheets [quando o time não toma gols num jogo]. São apenas números, o que não me afeta. Eu tentei fazer o máximo para tirar esse detalha do caminho para que pudesse focar na Eurocopa", acrescentou.

Jordan também declarou na entrevista que não havia falado com o seu mais novo comandante, Ronald Koeman, até neste sábado (17), quando o técnico holandês ligou para parabenizar o seu novo goleiro na atuação heroica na sexta-feira. Além disso, o arqueiro revelou que está ansioso para jogar sob o comando do treinador.

"Eu nunca havia falado com ele antes. Meu agente fez tudo pra mim [com relação à transferência]. Eu sou apenas um rapaz que gosta de jogar futebol e não se incomoda com mais nada. Ele me mandou uma mensagem desejando sorte. Eu era muito jovem para vê-lo jogar, mas dizem que ele era um ótimo cobrador de faltas. Também ouvi dizer que ele é um ótimo treinador e quero aprender com ele no Everton, mas só focarei nisso quando voltar da Euro", finalizou.