Arsenal e Liverpool abrem 19ª rodada da Premier League

Vitória é fundamental para ambos, já que Gunners estão em quinto lugar, um ponto atrás dos Reds, que fecham a zona de classificação para a Champions League

Arsenal e Liverpool abrem 19ª rodada da Premier League
(Foto: Editoria de Arte/VAVEL Brasil)
Arsenal
Liverpool
Arsenal: Cech; Bellerín, Koscielny, Monreal (Mustafi) e Kolasinac (Maitand-Niles); Xhaka, Wilshere (Coquelin), Iwobi, Sánchez e Özil; Lacazette. Técnico: Arsène Wenger.
Liverpool: Mignolet; Gomez, Lovren, Klavan e Robertson; Henderson, Wijnaldum (Can) e Coutinho; Mané, Salah e Roberto Firmino. Técnico: Jürgen Klopp.
ÁRBITRO: ​Martin Atkinson, auxiliado por Stephen Child e Adam Nunn, com Graham Scott como quarto árbitro.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 19ª rodada da Premier League, a ser disputada no Emirates Stadium, em Londres.

A 19ª rodada da Premier League não poderia começar melhor. Nesta sexta-feira (22), às 17h45 pelo horário de Brasília, Arsenal e Liverpool se enfrentam em um clássico decisivo no Emirates Stadium, em Londres. A partida vale muito para as duas equipes, que estão diretamente envolvidas na disputa por vaga para a Uefa Champions League.

O Arsenal, que vem de vitória por 1 a 0 sobre o Newcastle United, é o quinto colocado com 33 pontos, apenas um atrás da zona de classificação para a Champions League. E quem está logo acima fechando o grupo de classificados para a principal competição de clubes do mundo é justamente o Liverpool, com 34 pontos, e vindo de triunfo por 4 a 0 sobre o Bournemouth. A vitória para um deles significaria garantir a vaga no G4 pelo menos por mais uma rodada.

Os dois já se enfrentaram nessa temporada, no Anfield Road, em Liverpool. Na ocasião era a terceira rodada da Premier League, e os mandantes não tomaram conhecimento: goleada dos Reds sobre os Gunners por 4 a 0, com gols de Roberto Firmino, Sadio Mané, Mohamed Salah e Daniel Sturridge. Aquele foi o quarto jogo do Liverpool contra o Arsenal sob o comando de Jürgen Klopp, e em todos o time marcou pelo menos três gols (com três vitórias e um empate).

Com dancinha de Firmino, Liverpool acabou com o Arsenal no primeiro turno (Foto: John Powell/Liverpool FC)
Com dancinha de Firmino, Liverpool acabou com o Arsenal no primeiro turno (Foto: John Powell/Liverpool FC)

Ainda sem Ramsey e Giroud, Arsenal quer vitória para entrar no G4

Mesmo sem jogar bem, o Arsenal segue forte na briga pela vaga na Champions League. Os Gunners estavam em um jejum de três jogos sem vencer até a rodada passada, quando venceram o Newcastle United por 1 a 0 em casa. Como aspecto positivo, o retrospecto do time jogando no Emirates Stadium: os londrinos têm a terceira melhor campanha do campeonato como mandantes, com 24 pontos conquistados (oito vitórias e uma derrota em nove jogos).

Para o duelo desta sexta-feira (22), o time terá dois desfalques certos: o meia Aaron Ramsey e o atacante Olivier Giroud (este último machucou-se na última partida, contra o West Ham pela Copa da Liga), inativos com lesões musculares. Já o zagueiro Shkodran Mustafi e o volante Francis Coquelin, também com lesões musculares, estão sendo avaliados e podem voltar à ação neste jogo. Outra dúvida no time é por opção técnica: o técnico Arsène Wenger ainda não decidiu entre Sead Kolasinac e o jovem Ainsley Maitand-Niles para a lateral-esquerda. A montagem da defesa é importante e pode gerar um recorde individual: caso não tome gols nesta partida, o goleiro Petr Cech será o primeiro da história da Premier League a chegar na marca de 200 partidas da liga sem ser vazado.

Cech pode ser o primeiro goleiro com 200 jogos sem tomar gols na Premier League (Foto: Julian Finley/Getty Images)
Cech pode ser o primeiro goleiro com 200 jogos sem tomar gols na Premier League (Foto: Julian Finley/Getty Images)

Wenger afirmou que é importante ter um bom desempenho (destacando a campanha do time em casa) e lembrou da goleada sofrida por 4 a 0 no primeiro turno, afirmando que esse é o momento de esquecer aquele resultado e reverter a situação.

Para mim, o mais importante é ter uma performance positiva. Somos fortes em casa e é importante continuar ditando nosso jogo aqui. Quando você tem uma carreira longa como eu, sofre algumas derrotas que te machucam pelo resto da vida. Acredito que o interessante no futebol é que você sempre tem uma chance de se recuperar. Quando você coloca as coisas no lugar certo, faz. Vamos focar no que está diante de nós e ter uma performance completamente diferentes”, disse o francês.

Com quarteto ofensivo inspirado, Liverpool quer vitória para se estabelecer entre os primeiros

Assim como seu adversário, o Liverpool também estava em um jejum até a rodada passada. Eram dois jogos sem vitórias, sequência interrompida com um grande estilo: uma convincente vitória por 4 a 0 fora de casa, contra o Bournemouth. Um dos gols foi do grande destaque do time na temporada: o atacante Mohamed Salah, que chegou ao 14º tento e é o artilheiro da Premier League. O egípcio é a grande esperança de gols e grandes lances do inspirado quarteto ofensivo super elogiado dos Reds, ao lado de Philippe Coutinho, Sadio Mané (que pode ser o quinto jogador na história a marcar em quatro jogos seguidos de campeonato contra o Arsenal) e Roberto Firmino.

Para o clássico, o time terá um desfalque certo: o lateral-esquerdo Alberto Moreno, com lesão no tornozelo. Outras duas dúvidas são o zagueiro Joel Matip e o atacante Daniel Sturridge, com lesões musculares. Já o meia-atacante Adam Lallana, que sofreu uma lesão na coxa durante a pré-temporada e estreou apenas na última partida contra o Bournemouth (começou no banco e atuou 19 minutos), já treina normalmente e pode ser um reforço. O meia Emre Can, que estava suspenso, também está de volta e disponível para o técnico Jürgen Klopp.

Artilheiro da PL, Salah é a grande esperança de gols do Liverpool (Foto: Clive Brunskill/Getty Images)
Artilheiro da PL, Salah é a grande esperança de gols do Liverpool (Foto: Clive Brunskill/Getty Images)

Enquanto o ataque do time tem sido extremamente elogiado, a defesa é duramente criticada por várias falhas cruciais em momentos importantes. Klopp, porém, garante que a ofensividade de sua equipe não influencia negativamente nesse aspecto e destacou o retrospecto recente (apenas quatro gols tomados nos últimos nove jogos), alertando para a necessidade de manutenção desse desempenho no duelo contra o Arsenal.

Somos uma equipe muito orientada ofensivamente, mas isso não significa que você tem que dar espaços. Os rapazes têm feito um bom trabalho em diferentes sistemas, o que eu realmente gosto porque é uma grande evolução, eles agora fazem um bom trabalho muito mais frequentemente. Sempre há coisas para trabalhar, assim é o futebol, mas claro que os números são importantes, quatro gols nos últimos nove jogos é algo bom. Mas é passado, temos que estar prontos para outro desafio. Agora é o Arsenal e eles tem um grupo talentoso. Precisamos estar prontos”, disse o alemão.