Pep Guardiola elogia David Silva e De Bruyne e fala sobre baixa de Gabriel Jesus

Manchester City voltou a ganhar no primeiro jogo de 2018, em casa contra o Watford

Pep Guardiola elogia David Silva e De Bruyne e fala sobre baixa de Gabriel Jesus
Foto: Getty Imagens

No ultimo dia do ano (31), a sequência de vitórias do Manchester City acabou em um empate com o Crystal Palace, mas o time de Pep Guardiola já voltou a ganhar na primeira partida de 2018. Em casa, os Citizens venceram o Watford por 3 a 1.

Sobre o empate no domingo e a vitória nesta terça, Pep se mostrou bem contente. “Foi a primeira vez que perdemos pontos em 18 jogos e vocês viram a reação. Nos primeiros 15 minutos não estivemos tão bem, perdemos várias vezes a bola e eles criaram duas ou três chances. Nós poderíamos ter marcado mais, mas estou contente”, disse o comandante, após o término do jogo nesta quarta-feira (2).

O técnico comentou a ausência do atacante Gabriel Jesus, que machucou os ligamentos no empate com o Palace. “Ele estará ausente durante seis semanas, ou até um pouco mais, mas esperemos que regresse o mais depressa possível", revelou.

+ Gabriel Jesus tranquiliza fãs após lesão no joelho: "Volto o mais rápido possível"

Guardiola também elogiou o empenho do meio-campista Kevin De Bruyne, que, assim como Gabriel Jesus, saiu machucado no jogo contra o Crystal Palace. "O De Bruyne disse que queria jogar hoje. Ele estava com dores devido ao impacto que sofreu, mas se ele quer jogar, eu deixo-o jogar. A minha opinião em relação às suas qualidades não irá mudar. Todos sabem bem as suas qualidades", destacou. 

Outro jogador exaltado pelo técnico espanhol foi David Silva, que voltou a jogar depois de afastado por problemas pessoais. O camisa 21 não atuava desde a goleada por 4 a 0 que o City aplicou em casa sobre o Bournemouth, no dia 23 de dezembro. "Estamos muito felizes com o retorno do David Silva. Não sabemos quanto tempo estará com a gente, mas hoje vimos o quão importante ele é para nós", pontuou. 

"Ele quer ficar e nos ajudar, pois ele adora jogar pelo City, mas a família é o mais importante na vida. Mesmo que nós percamos pontos devido à sua ausência, a família é tudo e deve estar em primeiro lugar", comentou de forma compreensiva.

Maratona de jogos

Mas a coletiva de Pep Guardiola não foi apenas de elogios. O técnico aproveitou o momento para criticar a maratona de jogos que os times inglês enfrentam no final do ano, com jogos a cada dois dias.

"Na Inglaterra, os jogadores não são protegidos. É impossível jogar a cada dois dias. Não é preciso mudar as datas durante o período festivo, Boxing Day e por ai em diante, mas não se deveria jogar numa manhã, celebrar a passagem do ano e voltar a jogar, dois dias depois.”

“O espetáculo deve continuar e nós tentamos, com os fisios, médicos, nutricionistas proteger os jogadores. A tradição é a tradição, mas precisamos de pensar um pouco sobre isso. Os jogadores são artistas e são a razão pela qual estamos aqui", desabafou.