Perto de completar três anos de Flu, Sobis declara: ''Ganhou um torcedor para o resto da vida''
Rafael Sobis completou a marca de 150 jogos no empate diante do Internacional (Foto: Divulgação/Fluminense)

Contratado em julho de 2011, Rafael Sobis está cada vez mais identificado com o Fluminense. Afinal de contas, são 150 jogos, 41 gols e dois títulos conquistados com a camisa tricolor. Além disso, o atacante fez parte do ano terrível de 2013, que segundo ele, o ajudou a ganhar um carinho ainda maior com o clube que lhe abriu as portas quando não vivia um bom momento na carreira.

''Foi uma escolha perfeita para a minha carreira''

''Tem clube que antes de você jogar as pessoas já falam que combina contigo. E muita gente dizia que eu combinava com o Fluminense. Tive a felicidade de vir para cá. Foi uma escolha perfeita para a minha carreira, pois vinha em um momento ruim e deu tudo certo. A cada dia que passa eu consigo me adaptar melhor aqui. Futebol anda muito e é difícil ter continuidade em um clube. Eu já estou no meu terceiro ano aqui. É claro que no percurso tem umas tristezas, mas faz parte, tem que sofrer mesmo, sofrido é melhor. Pretendo ir até o último dia de Fluminense com essa mesma disposição. O clube já ganhou um torcedor. Não só eu, como meus filhos e muita gente da minha família que depende de mim'' – ressaltou Rafael Sobis.

Em relação a parada para a disputa da Copa do Mundo, Sobis reconhece que precisava de uma pausa para recuperar as energias, e celebra a possibilidade de ter mais tempo para treinar.

''Para mim, especialmente, a folga foi absurdamente boa. Eu ia jogar contra a Itália totalmente quebrado, essa é a palavra, e me recuperei  bem. O bom de agora é que temos tempo. Por incrível que pareça, no nosso calendário a gente tem mais tempo para se preparar no meio do ano do que na pré-temporada, quando depois de oito ou dez dias de trabalho, já estávamos jogando.''

O atacante também se mostrou otimista para a sequência do Campeonato Brasileiro. O Fluminense é o vice-líder da competição com 15 pontos, apenas três pontos atrás do Cruzeiro. ''O bom de agora é que temos tempo. Nosso calendário teve o absurdo de, neste ano, no meio da temporada termos mais tempo para trabalhar do que na própria pré-temporada, quando jogamos oito, dez dias depois de nos reapresentarmos. Mas isso ninguém quer saber, até porque só nos veem entrando em campo e não o que fazemos. Estamos fazendo muito exercício físico com bola. Teremos mais três semanas de treinamentos fortes e a tendência é a de que a qualidade e a intensidade melhorem'' – avisou o atacante tricolor.

O elenco tricolor treinou na manhã desta quinta-feira (26) no estádio Moacyrzão, em Macaé. Na atividade, o técnico Cristóvão Borges fez treinos de passes curtos e posse de bola. O colombiano Valencia, que está entregue à preparação física, correu em torno do gramado. O Fluminense só volta a campo no próximo dia 16, quando enfrenta o Cricíuma, às 22h, no Heriberto Hülse.

VAVEL Logo