Em entrevista na Argentina, Pratto reafirma vontade de jogar pelo Palmeiras
Na última temporada, Pratto marcou 15 gols e é ídolo no Vélez Sarsfield (Foto: Divulgação/Vélez Sarsfield)

Mais uma vez, o atacante Lucas Pratto, atualmente no Vélez Sarsfield, manifestou interesse em jogar pelo Palmeiras. Em entrevista feita em Buenos Aires, Argentina, divulgada pelo site Globoesporte.com na última terça-feira (8) o jogador ressaltou a grandeza do clube brasileiro e diz esperar uma resolução entre os clubes.

A imprensa argentina também notíciou as declarações do atleta, ressaltando também a situação financeira ruim do clube de Liniers. Esse, aliás, é mais um dos trunfos do Verdão para tentar fechar negócio por um preço abaixo do que é pedido pelo clube argentino, mas o próprio jogador entende que um acordo só deve sair se realmente for vantajoso a seu clube e o Vélez não está disposto a baixar a pedida de € 4,5 milhões, aproximadamente R$ 13,9 milhões.

"Os dirigentes vão ver o que é o melhor para o clube, que precisa de vendas porque a situação não é boa economicamente. O Vélez está disposto a negociar todos os seus jogadores. Se houver uma oferta que sirva ao clube seguramente me deixariam ir", destacou o atacante.

Durante a rápida conversa, Pratto afirmou que um acordo entre ele e a equipe alviverde não é o principal problema para que a negociação se concretize, principalmente por sua vontade de atuar em um clube com muita história dentro do futebol brasileiro.

"Se a proposta for formalizada, e também for algo que me convém, me encantaria jogar no Palmeiras. É um clube grande, de muita história. Qualquer jogador sul-americano quer ir e eu também gostaria. Obviamente seria fácil entre o Palmeiras e eu. O mais difícil é de clube para clube", apontou o jogador.

Além do desejo do jogador, a equipe de Palestra Itália conta com outros atletas argentinos que já atuaram com Pratto. Fernando Tobio, que inclusive já contou sobre o Verdão, era seu companheiro de clube até pouco tempo atrás e Pablo Mouche esteve a seu lado durante a passagem pelo Boca Juniors. Mas, além da grandeza do clube, uma das principais motivações é trabalhar novamente com Ricardo Gareca.

"Sou grato ao Gareca, que me trouxe ao Vélez. Sei o que ele e a comissão técnica esperam de mim. Acho que meu bom rendimento aqui faz com que ele me queira. Seria lindo trabalhar com ele novamente. Falei com o Tobio e ele me disse que está muito contente. Me contou sobre o clube, falou que é muito grande e tem ótimas instalações. Ele me perguntou se tinha novidades disso, mas não há. E conheço bem o Pablo (Mouche), jogamos juntos e é um jogador que faz diferença. Seria muito mais cômodo dividir ataque com alguém que já conheço", finalizou Lucas.

O Palmeiras, agora, prepara uma nova proposta para tentar a contratação do atleta, mas nenhum valor foi divulgado oficialmente. Diferente do caso de Jorge Moreira, que também queria atuar na equipe paulista, a diretoria entende que é válido um último esforço para tentar trazer o atacante. Mas os valores terão que ser superiores à primeira proposta apresentada de 2,5 milhões de euros, cerca de R$ 7,7 milhões, por apenas 50% dos direitos do jogador.

VAVEL Logo