Passando por reformulação, Naútico vai atrás de reforços
Dado, novo técnico alvirrubro comanda mudanças. (Foto: Divulgação / Naútico)

O Naútico busca se reformular para 2017. Prova disso foi a demissão de Givanildo Oliveira e a contratação do técnico Dado Cavalcanti, pouco tempo após a Série B. As informações indicam pelo menos três nomes: o zagueiro Ewerton Páscoa de 27 anos, que já teve passagem pelo Sport e que disputou a segunda divisão pelo Ceará em 2016. Outra novidade pode ser a do experiente atacante Anselmo, vindo do Fortaleza e com passagens por mais de 15 clubes. 

O terceiro nome, já confirmado pelo próprio jogador, é o do atacante Juninho, vindo também do Fortaleza. Segundo o mesmo, ele já está com um pré-contrato assinado.  Em entrevista concedida ao VAVEL, ele falou da expectativa de atuar pelo Naútico: "Expectativa é grande, espero fazer bons campeonatos pelo Náutico e conquistar títulos." Em contrapartida, o Naútico perdeu a dupla de zaga, Rafael Pereira, que fechou com o Ceará e Igor Rabello voltou para o Botafogo.

Punição

O Naútico não subiu para a Série A do ano que vem, mas a forma como isso aconteceu foi o mais traumático para a torcida alvirrubra. Com os resultados que se apresentavam, bastava uma vitória e ela não ocorreu contra o Oeste, time que não vencia há 16 jogos, e ao final, ganhou por 2x0 se livrando do rebaixamento. A expectativa de todos, é que o Naútico pegasse uma grande punição em termos de mando de campo, devido a invasão de campo ocorrida aos 36 minutos, nesse mesmo jogo. Mas não foi o que ocorreu.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em julgamento realizado nessa sexta-feira, decidiu enquadrar o timbu no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala de invasão de campo, o punindo com a perda de apenas um mando (o artigo prevê até 10 jogos de punição) e multa de R$10 mil reais. A punição deverá ser cumprida no jogo contra o Uniclinic, dia 26, ás 16h, na Arena Pernambuco, pela primeira rodada da Copa do Nordeste 2017. O Naútico ainda poderá recorrer dessa decisão.

Parte da torcida ficou decepcionada e decidiu peitar os jogadores. (Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil)
Parte da torcida ficou decepcionada e decidiu peitar os jogadores. (Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil)

 

VAVEL Logo