São Paulo despacha Santo André em jogo de arbitragem polêmica no Morumbi
O São Paulo agora enfrentará o Palmeiras na próxima rodada do estadual (Foto: Divulgação/SPFC)

Na tarde deste domingo (05), o São Paulo recebeu a equipe do Santo André no Morumbi, pela sétima rodada do Campeonato Paulista.

A equipe Tricolor veio com time misto, já que o técnico Rogério Ceni estava poupando alguns jogadores titulares para a partida da próxima quarta-feira pela Copa do Brasil, contra o ABC de Natal.

Já o time do Santo André fazia a estreia de seu novo técnico, Sérgio Soares, que foi contratado após a demissão do antigo treinador do time do ABC paulista.

O São Paulo enfrentará na próxima rodada o Palmeiras. Já o Santo André enfrentará o Botafogo de Ribeirão Preto na continuidade da competição estadual.

Apesar do jogo morno, São Paulo sai com a vantagem

Os primeiros três minutos de partida foram o espelho do seria os próximos 45 minutos, uma partida morna, sem chances claras para os dois lados e problemas para atacar. Com problemas na defesa, Rogério Ceni optou pela experiência de Lugano que a cada toque de bola, era ovacionado pela torcida presente no estádio.

Aos quatro minutos de partida, escanteio para os donos da casa, no rebote Luiz Araújo cruzou a bola, que encontrou Cícero livre, o meia completou para o gol, porém estava impedido, apesar disso o juiz não anulou o gol. São Paulo 1 a 0.

Aos 11 minutos, a maior posse de bola era dos visitantes, que possuíam 59%, contra 41% dos donos da casa.

O São Paulo queria mais: aos 23 minutos, Luiz Araújo tentou rolar a bola para dentro da área, mas a zaga adversária afastou. Três minutos depois, Júnior Tavares puxou contra-ataque pela lateral, encontrou o camisa 31, que tocou para Cueva e o peruano completou para o fundo das redes, marcando o segundo gol Tricolor na partida: 2 a 0.

O Santo André foi ter uma chance de risco aos 33 minutos, Serginho recebeu de Henan, mas ao chutar pro gol, foi travado por Buffarini. Minutos depois, Cueva lançou para Gilberto, o camisa 17 tricolor avançou porém sozinho, até cruzou, mas não tinha nenhum companheiro na área para finalizar, chance perdida.

Apesar do resultado Rogério Ceni não parecia estar feliz e gritava muito da beirada do campo com os jogadores, principalmente com o jovem Luiz Araújo. O primeiro tempo terminou com a vantagem Tricolor por 2 a 0.

Tricolor marca mais dois gols e vence mais uma no Paulistão 2017

Os últimos 45 minutos começaram com susto para o lado São Paulino, que logo nos primeiros segundos de partida, viu Henan se aproveitar de um erro da zaga e dar um belo chute, porém a bola passou ao lado das traves de Sidão.

O São Paulo continuou da mesma maneira que terminou a primeira etapa, trocando passes com calma, trabalhando bem a bola. Aos 52 minutos, Cueva tenta uma tabelinha com Gilberto, mas o camisa 17 foi travado e não conseguiu prosseguir a jogada.

Minutos depois, outra vez jogada de Cueva com Gilberto, o peruano se livrou da marcação e encontrou Gilberto, o atacante mandou uma bomba, mas o goleiro do Santo André conseguiu realizar a defesa, antes da bola sair, ainda tocou na trave.

Os donos da casa pareciam ter voltado com mais vontade, aos 58 minutos, Gilberto avançou dentro da área, tentou girar, mas na finalização mandou a bola sem força, facilitando a defesa de Zé Roberto.

Apesar de o São Paulo ter as melhores chances, o Santo André também arriscava e aos 59 minutos, após erro da zaga, a equipe visitante até tentou, mas não aproveitou a finalização cara a cara com Sidão.

No lance seguinte, não houve desperdício e após cobrança de falta, a bola passou direto por Lugano, Leonardo apareceu pra fazer o desvio e aproveitou a má saída de Sidão pra finalizar no gol, diminuindo o placar. Após o gol, Ceni decidiu mudar, tirou Cueva e colocou Wellington Nem, o Peruano reclamou de dor muscular e preferiu sair.

Rogério também optou pela saída de Araruna, no lugar do menino, colocou Thiago Mendes, e o jogador que recém tinha entrado na partida recebeu um passe incrível de Nem, tentou finalizar cruzado, mas mandou mal.

No outro lance de perigo, Wellington Nem que avançou, após passe de Gilberto, quando ia entrando na área recebeu a marcação, tentou devolver a bola para o companheiro, mas a zaga cortou.

O São Paulo estava chegando e próximo do terceiro gol. Aos 77 minutos, um lance curioso resultou em gol para o lado Tricolor. Thiago Mendes passou a bola para Wellington Nem, o jogador girou e finalizou, Zé Roberto espalmou, no rebote, Luiz Araújo ao dar o carrinho, abriu os braços e acabou batendo a mão na bola, empurrando-a para o fundo das redes. O juiz marcou o gol, porém outra vez estava irregular. Gol de mão para o São Paulo.

Quase nos acréscimos, um escanteio para o São Paulo resultaria no quarto gol. Após a cobrança, Thiago Mendes cruzou e Gilberto apenas cabeceou para o fundo das redes, o camisa 17 deixou o dele na partida.

Ainda deu tempo de mais uma chance Tricolor, Thiago Mendes driblou, mas na finalização foi bloqueado. Nos minutos finais, os donos da casa seguiram tocando bola e administrando o resultado da partida.

VAVEL Logo