Raniel fala sobre infância sofrida e quer brilhar no Cruzeiro para ajudar família no Nordeste
Foto: Matheus Adler/VAVEL Brasil

Há 20 anos atrás, o atacante Raniel vinha ao mundo, na comunidade de Chão de Estrela, em Recife/PE. Passado este tempo, o jogador utilizou o futebol para passar pelas dificuldades e chegar ao Cruzeiro, onde recebeu a primeira chance como titular na última terça-feira (21), contra o Joinville, pela Primeira Liga.

A chance do primeiro gol de Raniel com a camisa do Cruzeiro parou literalmente na trave. Após passar pelo goleiro Ferreira, o atacante acabou acertando o poste e viu a bola sair pela linha de fundo. Apesar da oportunidade perdida, o jovem conta com o apoio de jogadores experientes, como Rafael Sóbis e Ramón Ábila para aprimorar fundamentos e brilhar com a camisa celeste.

"Eles estão me ajudando. Vendo eles jogarem já é bastante para mim. Vejo a movimentação do Sobis e do Ábila, é um aprendizado para mim. Eles vêm me dando conselhos também”, declarou Raniel, que também utiliza o técnico Mano Menezes como base:  “O Mano é um cara muito gente boa, está sempre procurando passar o melhor. É o cara que dá conselho, é o cara equilibrado. Está sendo muito bom. Ele me dá apoio e suporte para eu me sair bem”.

Raniel atuou pela primeira vez como titular diante do Joinville (Foto: Geraldo Bubniak/Light Press)
Raniel atuou pela primeira vez como titular no Cruzeiro diante do Joinville (Foto: Geraldo Bubniak/Light Press)

Raniel relembrou sua infância na comunidade de Chão de Estrela. Apesar de ter saído do local, sua família ainda vive no lugarejo. Mas se depender do atacante, seus entes não ficarão lá por muito tempo. O jovem espera buscar cada vez mais seu espaço no Cruzeiro, para ajudar a família a melhorar de vida.

“Uma infância sofrida, a família não tinha condições, ainda tem pouco. Agora estou procurando ajudar bastante. Estou num clube grande e bom e espero ajudar a minha família”, concluiu.

Raniel foi promovido aos profissionais após se destacar no Sub-20 do Cruzeiro, em 2016. O poder de finalização do jogador e a qualidade no passe chamaram a atenção dos dirigentes celestes. O atacante também possui habilidade em bolas paradas. Foram vários gols de falta marcados na base da Raposa.

Ao subir para o profissional, o Cruzeiro acertou a compra de 70% dos direitos de Raniel junto ao Santa Cruz. Em contrapartida, a Raposa cedeu o volante Federico Gino e o atacante Halef Pitbull ao Clube Coral por uma temporada.

VAVEL Logo