Jogadores do Náutico se reúnem com diretoria e mudam política de concentração
Treino alvirrubro atrasou em quase uma hora no CT Wilson Campos (Foto: Mateus Schuler/VAVEL Brasil)

Marcado para iniciar às 15h30, como costumeiramente ocorre, o treino do Náutico nesta sexta-feira (24) foi deveras atípico. Depois de atrasar em quase uma hora no início, a atividade no CT Wilson Campos contou com a presença não apenas dos jogadores e do treinador Milton Cruz no gramado, mas também de diretores, no primeiro treinamento com o grupo após a goleada histórica sobre o Uniclinic.

O atraso ocorreu por conta de reunião dos atletas com dirigentes pelo não-pagamento dos salários de fevereiro, além dos direitos de imagem nos primeiros dois meses de 2017. A conversa conjunta durou cerca de 40 minutos e, para o diretor de futebol Eduardo Henriques, tudo será solucionado após resolver as questões financeiras devido ao bloqueio judicial.

"Ninguém aqui é mentiroso e temos dificuldade sim de pagamento de salários, pois tivemos alguns imprevistos. Todas as gestões convivem com a questão de bloqueio judicial. Tivemos duas receitas bloqueadas e isso atrapalhou nossa vida. Não temos receita como o Inter na Série B, o Goiás, o Bahia... Essas questões de detalhes, eu não falo. Jogamos limpo com o grupo e eles sabem tudo o que acontecerá, o que não vai e quando pode acontecer. Detalhes do que devemos, não revelaremos nada", disse o dirigente, que foi completado pelo técnico alvirrubro, ao falar da mudança na política de concentração.

Comandante explica decisão de não se concentrar em jogos pouco importantes (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Comandante explica decisão de não se concentrar em jogos pouco importantes (Foto: Léo Lemos/Náutico)

“Eu fiz isso no São Paulo e tivemos sucesso. Não concentramos porque às vezes, quando estão concentrados, cansamos mais do que em casa porque ficamos jogando baralho, videogame e computador. Vou fazer isso porque confio no elenco. Já pretendo fazer isso e a diretoria está a par. Amanhã começamos e eles se apresentam às 11h, porém isso não inclui os clássicos. Eles nunca tiveram esses hábitos e faremos isso em alguns jogos que não acreditamos que não necessite", disse Milton.

Ainda assim, a tendência é que o Timbu vá a campo nesse sábado (25), contra o Belo Jardim, com equipe reserva. Tiago Alves e Marco Antônio, ainda vetados por lesão e desfalcaram ante o Salgueiro, permanecem de fora. Com isso, o nível de cansaço do time é quem vai definir os que vão ser escalados.

Com tamanha indefinição, a provável escalação ainda é uma incógnita, entretanto Milton deverá escalar com: Tiago Cardoso; Suelinton, Nirley (Ewerton Páscoa), Adalberto e Igor Neves; Darlan, João Ananias e Cal; Giva, Anselmo e Alison.

VAVEL Logo