Santos demite seis profissionais e anuncia completa reformulação no departamento médico do clube
(Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Santos demite seis profissionais e anuncia completa reformulação no departamento médico do clube

Embora não confirme oficialmente, motivo das saídas seria a demora na recuperação do atacante Bruno Henrique, que atuou poucos minutos na temporada por uma lesão séria no olho

yannrodrigues
Yann Rodrigues

O atacante Bruno Henrique vai completar, daqui a nove dias, dois meses longe dos gramados. O jogador segue tratamento desde a primeira rodada do Campeonato Paulista, quando uma bolada no olho direito afetou sua visão. 

O atacante teve a retina rasgada no jogo diante do Linense e desde então faz tratamento para voltar a jogar, entretanto, a demora tem incomodado a diretoria santista que vem fazendo mudanças no departamento médico. 

Nesta quinta-feira (8), os médicos Maurício Zenaide, Ricardo Nobre e Rodrigo Zogaib tiveram suas dispensas ratificadas. Além deles, o fisioterapeuta e a psicóloga do clube também haviam sido demitidos esta semana. Jorge Meurouço assume a coordenação do departamento médico do clube e deve definir quem viajará com o atacante para realizar o tratamento. 

Rodrigo Zogaib comandava a equipe médica do Santos até ser demitido nesta quinta-feira (8) | Foto: Ricardo Saibun/Santos FC
Rodrigo Zogaib comandava a equipe médica do Santos até ser demitido nesta quinta-feira (8) | Foto: Ricardo Saibun/Santos FC

O que preocupa o Santos no momento é um imprevisto no passaporte de Bruno, fator que pode atrasar a ida dele ao exterior para finalizar os reparos da lesão. O atleta ainda usa um óculos e tem parte da visão afetada por uma mancha de sangue que está em seu olho. 

Bruno Henrique é uma das peças fundamentais do Santos desde o ano de 2017. Ex-Goiás e Wolfsburg, o atacante tem 54 jogos e 18 tentos marcados com a camisa do Alvinegro Praiano.

Abaixo, confira a nota divulgada no site oficial do clube

Visando a completa integração do time profissional com a base, mais eficiência e organização financeira, o Santos FC passa por uma reestruturação em seu Departamento Médico. O CEPRAF (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol) será liderado pelo Doutor Jorge Merouço, que trabalha no clube há 20 anos e é o atual responsável pelas categorias de base.

Com isso, seis profissionais deixam o quadro de funcionários do clube: a psicóloga Juliane Jellmayer Fechio, os fisioterapeutas Antonio Lucas Pierin e Diego Queiroz Guietti, além dos médicos Maurício Zenaide, Rodrigo Zogaib e Ricardo Nobre. O Santos FC esclarece a inexistência de qualquer desabono de ordem ética com os profissionais citados. O clube agradece os serviços prestados por estes profissionais e deseja sorte no decorrer de suas carreiras.

VAVEL Logo