Cruzeiro aproveita chances, vence Palmeiras e alcança G-6 do Brasileiro

O duelo dos Palestras terminou com vitória do mineiro. Rafael Sóbis marcou em seu centésimo jogo com a camisa celeste

Cruzeiro aproveita chances, vence Palmeiras e alcança G-6 do Brasileiro
Lucas Lima pouco apareceu para o jogo (Foto: Divulgação/SE Palmeiras)
CRUZEIRO
1 0
PALMEIRAS
CRUZEIRO: FÁBIO, EDILSON, LÉO, DEDÉ E EGÍDIO; LUCAS ROMERO, LUCAS SILVA (ARIEL CABRAL, MIN. 82), RAFAEL SÓBIS, ROBINHO E THIAGO NEVES (BRUNO SILVA, MIN. 71); SASSÁ (RANIEL, MIN. 62)
PALMEIRAS: JAILSON, MARCOS ROCHA, ANTÔNIO CARLOS, EDU DRACENA E VICTOR LUIS; THIAGO SANTOS, BRUNO HENRIQUE E LUCAS LIMA (HYORA, MIN. 45); DUDU (MOISÉS, MIN. 72), KENO E WILLIAN (DEYVERSON, MIN. 76)
Placar: 1-0, MIN. 68, RAFAEL SÓBIS
ÁRBITRO: BRAULIO DA SILVA MACHADO, AUXILIADO POR KLEBER LUCIO GIL E NEUZA INÊS BACK. TODOS DE SANTA CATARINA. AMARELOS PARA: WILLIAN (44 MIN), MARCOS ROCHA (45 MIN), BRUNO HENRIQUE (56 MIN), THIAGO NEVES (70 MIN), ANTÔNIO CARLOS (76 MIN), ROBINHO (83 MIN) E MOISÉS (89 MIN)
INCIDENCIAS: OITAVA RODADA DA SÉRIE A DO CAMPEONATO BRASILEIRO, DISPUTADA NO ESTÁDIO MINEIRÃO, PARA UM PÚBLICO DE 19.679 PESSOAS E UMA RENDA DE 365.112,00 REAIS

Na última quarta-feira (30) o Palmeiras visitou o Cruzeiro e saiu de campo derrotado. Em um jogo franco, que mostrou duas defesas  mais poderosas que seus ataques, o gol solitário de Rafael Sóbis definiu o placar. O Palmeiras fica na décima posição do Campeonato Brasileiro, com chances de cair para a décima segunda posição. Já o Cruzeiro se estabiliza na sexta posição, com chances de cair para a sétima.

O jogo teve uma curiosidade antes de seu início: Antes do hino brasileiro ser executado, ocorreu uma homenagem às origens de ambos os clubes, descendentes de colônias italianas. O hino da Itália foi tocado em celebração à isso e ao dia da República, que é comemorado no dia 2 de Junho na Itália.

Jogo morno e de defesas como destaque

Pode-se dizer que o primeiro tempo foi de destaque das defesas de ambos os times. Em uma formação tática espelhada, Cruzeiro e Palmeiras não deram espaço um para o outro. O jogo se manteve faltoso e truncado, onde poucas chances foram criadas.

Apesar disso, o jogo começou dando indícios de que seria diferente, mesmo não tendo acontecido. O Palmeiras começou marcando em cima, e Keno cabeceou para uma boa defesa de Fábio, logo aos 3 minutos de jogo. O Cruzeiro forçava o jogo pelo meio e chegava com cruzamentos, como foi duas vezes com Sassá cabeceando para fora.

Perto do final do primeiro tempo, o Palmeiras chegou perto do gol com falta cobrada com força por Victor Luis, que obrigou Fábio a fazer uma segura defesa.

Mais faltas e o gol: Rafael Sóbis é o nome da vez

O segundo tempo parecia ser apenas uma extensão do primeiro. As defesas se sobrepunham aos ataques, Hyoran, que entrou no lugar de Lucas Lima, tentava uma movimentação diferente, mas pouco conseguiu fazer.

Tudo caminhava para mais um tempo de muitas faltas e poucas chances. Até que Rafael Sóbis recebeu um cruzamento dentro da área, girou e bateu no canto oposto de onde Jailson caiu, abrindo o placar para a raposa.

O jogo seguiu com o Plameiras agora tentando ter a bola e o Cruzeiro se fechando na defesa. Apesar de ter uma posse de bola maior do que a dos donos da casa, o alviverde não criava e frustrava seus torcedores. Enquanto o Cruzeiro se mantinha fechado na defesa, apenas segurando o resultado e assustando com os rápidos contra-ataques puxados por Robinho e Raniel, que entrou no lugar de Sassá.

Com a vitória, o Cruzeiro vence mais uma dentro de casa e se consolida na tabela. O time celeste viajará até Fortaleza opara enfrentar o Ceará para a nona rodada do Campeonato Brasileiro, às 19h no domingo (03). Já o Palmeiras, em um princípio de crise, recebe em sua casa o São Paulo, às 21h de sábado (02).