Vila Nova marca de pênalti nos acréscimos e busca empate com Guarani

De pênalti, equipe goiana arranca empate no último lance do jogo e evita aproximação do Bugre ao G-4

Vila Nova marca de pênalti nos acréscimos e busca empate com Guarani
Jogo equilibrado ganha emoção no segundo tempo (Douglas Monteiro / Divulgação Vila Nova)
Guarani
1 1
Vila Nova
Guarani: Bruno Brígido; Lenon; Philipe Maia; Edson Silva; Pará; Baraka; Ricardinho; Denner(Caíque); Rafael Longuine(Willian Oliveira); Guilherme(Anselmo Ramon); Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer
Vila Nova: Mateus Pasinato; Maguinho; Wesley Santos; Diego Giaretta; Hélder; Wellington Reis (Ramon); Geovane; Alan Mineiro(Alex Henrique); Mateus Anderson; Felipe Silva; Vinícius Leite (Juninho). Técnico: Hemerson Maria
Placar: 1-0, min. 75, Ricardinho. 1-1, min. 96, Alex Henrique
ÁRBITRO: Alexandre Vargas Tavares (BRA)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, SP

Guarani e Vila Nova empataram, em 1 a 1, na tarde desse sábado (09), no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela 10ª rodada da Série B.  Os gols do jogo foram marcados por Ricardinho, para time mandante, e Alex Henrique, em favor dos visitantes.

As duas equipes apresentaram pouca criatividade ofensiva e muita marcação durante toda a primeira etapa. Mesmo com o alviverde tendo maior posse de bola, as melhores oportunidades foram criadas pelo time goiano. 

Wesley Matos teve boa chance logo no início, aos 5 minutos. Após receber cruzamento de Alan Mineiro, o zagueiro recebeu livre na pequena área, mas acabou mandando por cima do gol.

O Guarani optou pela paciência, trocando passes no setor ofensivo, porem não conseguiu furar o bloqueio adversário. O único lance de perigo do time campinense veio de um chute do meia Guilherme, aos 41 minutos.  A torcida bugrina vaiou bastante o elenco no final do primeiro tempo.

As duas equipes retornaram do intervalo dispostas a buscar o resultado. O técnico do Bugre, Umberto Louzer, tornou o time mais ofensivo, com a substituição do meio campista Denner pelo atacante Caíque. 

Mais objetivo, os bugrinos tentaram colocar pressão, e chegaram com perigo após chute perigoso do atacante Bruno Mendes, no início da segunda etapa. Pouco depois, o meia Rafael Longuine, de cabeça, chegou novamente com perigo, obrigando o goleiro colorado Mateus Pasinato a fazer grande defesa.

Aos 30 minutos, após a zaga do Vila afastar um cruzamento, a bola sobrou para o volante Ricardinho, que acertou um belo chute de primeira para abrir o placar da partida.

Com seis minutos de acréscimo, o Tigre foi pra cima em busca do gol. Aos 48, o juiz Alexandre Vargas Tavares marcou pênalti de Caíque em Juninho. Na cobrança, Alex Henrique empatou o jogo. 

Com o resultado, O Bugre chegou aos 14 pontos na competição, caindo para a 9ª colocação no torneio. Já o Tigre tem um ponto a mais, e se manteve a 7ª posição. As duas equipes podem ser ultrapassadas caso o Atlético Goianiense derrote o Figueirense.

Na próxima rodada, o Guarani recebe o São Bento, na próxima quinta-feira (14), às 21h. O Vila Nova joga, sábado (16), o clássico contra o Atlético-GO, no Serra Dourada, às 18h30.