Após derrota, jogadores do Botafogo lamentam resultado e projetam sequência do Brasileirão
(Foto: Divulgação / Internacional)

Com mais uma atuação abaixo da média, o Botafogo foi facilmente batido pelo Internacional na tarde deste domingo (29). Sem apresentar muito perigo para o adversário e acumulando erros, o alvinegro foi derrotado por 3 a 0 e amargou mais um revés jogando fora de casa. 

Após a partida, o lateral Marcinho - que atuou como meia na partida de hoje -, lamentou o resultado e comentou sobre os erros de finalização da equipe.

"É sempre difícil jogar fora de casa. Ter tomado dois gols no primeiro tempo complicou nossa situação. Mas é bola pra frente, temos que tentar melhorar, fazer mais gols. Temos que treinar bastante finalização, acho que é nisso que estamos pecando", disse. 

Quem também falou brevemente depois do apito final foi o volante Matheus Fernandes, que apesar do placar contundente garantiu o foco dos jogadores nas próximas partidas que o glorioso terá pela frente.

"Tínhamos uma proposta de jogo, não conseguimos nos impor. O Inter fez bom jogo. São dois jogos importantes pela frente, agora é trabalhar para melhorar e ganhar as próximas", frisou. 

O Botafogo terá agora um confronto importantíssimo pela frente. Na próxima quarta-feira (1), enfrentará o Nacional-PAR, fora de casa, pela Sul-Americana. Para o duelo, o treinador Marcos Paquetá não poderá contar com o atacante Aguirre, suspenso, e com o lateral Moisés, que saiu de maca na partida contra o Internacional e voltou direto para o Rio de Janeiro. Além da dupla, o volante Bochecha não viajará com a equipe por opção do clube. 

Mas não são só desfalques que o alvinegro acumula. Três jogadores que não viajaram para Porto Alegre se juntarão a delegação rumo ao Uruguai. Kieza, Pimpão e Lindoso irão reforçar o time carioca na partida contra o Nacional. O primeiro treino do Botafogo em território uruguaio será nesta segunda-feira (30), às 18h30 (de Brasília), no campo da Conmebol, em Assunção

VAVEL Logo