Depois de 656 dias, Douglas volta a marcar pelo Grêmio e recusa substituição
Foto: Lucas Uebel/ Gremio FBPA

Depois de 656 dias, Douglas volta a marcar pelo Grêmio e recusa substituição

Camisa 10 não marcava desde a semifinal da Copa do Brasil de 2016, contra o Cruzeiro

gbzinho
Gabriel Gonçalves

Foram exatos 656 dias até que Douglas reencontrasse o caminho do gol. E ele veio com uma atuação de luxo como pano de fundo. O "Maestro Pifador", como é chamado carinhosamente pela torcida, comandou a goleada do Grêmio sobre o Vitória na noite do último domingo (12), foi "batizado" pelos companheiros e ainda se recusou a ser substituído ao brincar com o técnico Renato Gaúcho.

"Depois de muito tempo, quase dois anos sem fazer um gol, feliz hoje. Mas mais feliz ainda pela sequência, o resultado da partida. Foi uma noite para a gente comemorar."

O camisa 10 marcou aos 11 minutos do primeiro tempo. Como um centroavante, invadiu a área, completou de cabeça cruzamento do lateral Leonardo e aproveitou o rebote do goleiro para abrir o placar na Arena.

Foto: Lucas Uebel/GREMIO UFBPA
Foto: Lucas Uebel/GREMIO UFBPA

– Depois de muito tempo, quase dois anos sem fazer um gol, feliz hoje. Mas mais feliz ainda pela sequência, o resultado da partida. Foi uma noite para a gente comemorar

O meio-campista, voltou recentemente aos gramados após viver um drama que durou 500 dias. Em fevereiro do ano passado, rompeu o ligamento do joelho esquerdo. Quando se preparava para retornar, houve um problema com o enxerto colocado no local lesionado. Precisou passar por uma nova cirurgia. Hoje, garante estar totalmente recuperado.

"Estou muito bem, 100%. Não tenho mais problema algum em joelho, fisicamente. Estou feliz pela minha volta, por ter jogado os 90 minutos de novo. Espero poder dar sequência no meu trabalho nessa retomada", acrescentou.

O melhor em campo ainda teve a assistência para o gol de Jailson, que nasceu de uma bola que ele mesmo roubou no meio-campo. Junto dos reservas, tarja de capitão no braço, elogiou a vitalidade da "molecada" e confessou que precisou segurar o folego do time para não cansar. Por outro lado, em tom de brincadeira, revelou a recusa a Renato para sair da partida.

"Daí é o Renato, né! " exclamou, ao ser questionado sobre as substituições em jogos anteriores. "Ele que me tirava do jogo. Conversou comigo ali e falei que não ia sair, não. Depois de um ano e meio parado a gente quer jogar ", brincou Douglas.

Com a confiança em alta, o meia de 36 anos deve ser relacionado para viajar ao Rio de Janeiro, onde o Grêmio tem o jogo decisivo pelas quartas de final da Copa do Brasil contra o Flamengo no Maracanã. A partida está marcada para as 21h45 de quarta-feira. Qualquer empate leva às penalidades máximas. Se vencer, o time gaúcho vai à semifinal.

 

VAVEL Logo