Grêmio supera Estudiantes nos pênaltis e avança na Libertadores
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio supera Estudiantes nos pênaltis e avança na Libertadores

Tricolor Gaúcho conseguiu 2 a 1 no último minuto dos acréscimos e garantiu a classificação nas penalidades

paola-possenatto
Paola Possenatto
Grêmio 5Marcelo Grohe; Léo Moura (André, min. 70), Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson (Pepê, min. 80) e Maicon; Everton, Luan e Ramiro (Alisson, min. 45); Jael.
Estudiantes 3Andújar; Sánchez, Noguera, Schunke, Campi e Erquiaga (Lugüercio, min. 63); Pellegrini (Lattanzio, min. 70), Braña, Gómez e Lucas Rodriguez; Apaolaza (Bazzana, min. 89).
Placar1-0, min. 6, Everton. 1-1, min. 8, Lucas Rodrigues. 2-1, min. 90+3, Alisson.
ÁRBITROEber Aquino (PAR). Cartões amarelos: Ramiro, Maicon, Léo Moura, Alisson e André (GRE); Sánchez, Lugüercio, Campi, Lattanzio e Braña (EST)
INCIDENCIASPartida de volta válida pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores, disputada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

O Grêmio está classificado para as quartas de final da Libertadores da América. Com sofrimento, venceu o Estudiantes, por 2 a 1 no tempo normal, com direito a um gol nos acréscimos do segundo tempo, e definiu a classificação nos pênaltis por 5 a 3. Mais de 45 mil gremistas viram o sonho do tetracampeonato, na Arena, seguir vivo. Agora, o adversário será o Atlético Tucumán.

Com uma pressão gremista intensa na arrancada, Everton pôde brilhar logo aos 6 minutos. Jael recebeu na frente da área e serviu Everton pelo alto. O atacante conseguiu chutar num giro acrobático e encobriu o goleiro Andujar marcando um golaço.

Porém, o sentimento de euforia dos tricolores durou apenas 2 minutos, pois o setor defensivo do Grêmio apagou. Jaílson foi prensado no meio e recuou apertado para Geromel. O zagueiro, ao invés de tentar afastar, tocou de chapa para Maicon que, com o pé mole, foi desarmado por Lucas Rodriguez. O atacante argentino seguiu livre para a área e tocou na saída de Marcelo Grohe para igualar o placar na Arena e tornar a situação dramática.

Após o empate, se repetiu a história que o torcedor gremista conhece bem. A posse de bola foi toda do Grêmio, com pouquíssima objetividade. Conclusões esparsas, enquanto jogadas giravam de um lado a outro do campo dos argentinos, parecendo uma roda de "bobinho".

Somente aos aos 28 minutos o Grêmio voltou a tentar o gol. Jael cobrou falta de longe com força, a bola rebateu e ele conseguiu passar para Maicon. Por sua vez, o capitão mandou uma bomba que foi desviada pela zaga argentina. Aos 34, ninguém aproveitou uma jogada que foi de Luan, para Maicon e depois para Geromel, que ajeitou de cabeça para Jaílson, que decidiu pelo arremate e mandou errado para tiro de meta.

A última oportunidade veio aos 41, numa inversão de papéis. Everton cobrou escanteio no segundo poste e Luan dominou. No papel de nove, ajeitou e chutou forte, mas com pouco ângulo parou na defesa de Andujar.

A etapa final começou com Alisson no lugar de Ramiro e com um susto do Estudiantes. Erquiaga recebeu na esquerda e levantou com perigo na área. Apaolazza desviou de cabeça, mas Marcelo Grohe conseguiu se antecipar. Depois disso, voltou o roteiro normal. O Grêmio circulava a bola sem conseguir ser efetivo. Aos 6, Jaílson tocou para Luan que, ao invés de chutar, lançou para Jael que estava marcado e perdeu a bola.

Aos 9, Jael quase marcou. Everton jogou com Léo Moura, que cruzou na confusão da pequena área. Jael puxou a bicicleta e bateu com força para ver a bola passar à esquerda do gol. Três minutos depois Andujar trabalhou. Jaílson tentou o chute do meio da rua, a bola iria no ângulo, mas o goleirão espalmou. 

Depois disso, o Tricolor seguiu buscando o gol, mas com pouca inspiração. Renato lançou André no lugar de Léo Moura, passando a contar com quatro atacantes. Logo que entrou, André serviu na frente do gol e Jael teve tempo para pensar e chutar, só que a bola foi em cima do marcador. No lance seguinte, foi a vez de Luan desperdiçar, da mesma forma. O camisa 7 recebeu de frente para a meta, com espaço, mas bateu fraquinho em cima de Andujar.

Aos 46, Cebolinha correu na esquerda e foi derrubado rente à risca da área. Predestinado, Alisson aparou de cabeça o cruzamento de Luan. Andujar viu a bola passar entre suas mãos, bater no travessão e entrar junto com os gritos gremistas na Arena. Grêmio 2 a 1 Estudiantes.

O descontrole estava formado pelos gremistas, mas nada estava resolvido, pois ainda faltavam as temerosas penalidades. Porém, para a felicidade e o alívio dos tricolores, todos os jogadores do Grêmio acertaram suas cobranças. Maicon, Everton, Jael, Alisson e André deixaram sua marca, enquanto Campi isolou. Cinco a três e o sonho do tetra da América seguindo com o Tricolor Gaúcho.

VAVEL Logo

    Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense Notícias

    há 13 dias
    há 14 dias
    há 15 dias
    há 14 dias
    há 17 dias
    há 21 dias
    há 21 dias
    há 21 dias
    há 21 dias
    há 24 dias
    há um mês