Grêmio supera Estudiantes nos pênaltis e avança na Libertadores
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio supera Estudiantes nos pênaltis e avança na Libertadores

Tricolor Gaúcho conseguiu 2 a 1 no último minuto dos acréscimos e garantiu a classificação nas penalidades

paola-possenatto
Paola Possenatto
Grêmio 5Marcelo Grohe; Léo Moura (André, min. 70), Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson (Pepê, min. 80) e Maicon; Everton, Luan e Ramiro (Alisson, min. 45); Jael.
Estudiantes 3Andújar; Sánchez, Noguera, Schunke, Campi e Erquiaga (Lugüercio, min. 63); Pellegrini (Lattanzio, min. 70), Braña, Gómez e Lucas Rodriguez; Apaolaza (Bazzana, min. 89).
Placar1-0, min. 6, Everton. 1-1, min. 8, Lucas Rodrigues. 2-1, min. 90+3, Alisson.
ÁRBITROEber Aquino (PAR). Cartões amarelos: Ramiro, Maicon, Léo Moura, Alisson e André (GRE); Sánchez, Lugüercio, Campi, Lattanzio e Braña (EST)
INCIDENCIASPartida de volta válida pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores, disputada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

O Grêmio está classificado para as quartas de final da Libertadores da América. Com sofrimento, venceu o Estudiantes, por 2 a 1 no tempo normal, com direito a um gol nos acréscimos do segundo tempo, e definiu a classificação nos pênaltis por 5 a 3. Mais de 45 mil gremistas viram o sonho do tetracampeonato, na Arena, seguir vivo. Agora, o adversário será o Atlético Tucumán.

Com uma pressão gremista intensa na arrancada, Everton pôde brilhar logo aos 6 minutos. Jael recebeu na frente da área e serviu Everton pelo alto. O atacante conseguiu chutar num giro acrobático e encobriu o goleiro Andujar marcando um golaço.

Porém, o sentimento de euforia dos tricolores durou apenas 2 minutos, pois o setor defensivo do Grêmio apagou. Jaílson foi prensado no meio e recuou apertado para Geromel. O zagueiro, ao invés de tentar afastar, tocou de chapa para Maicon que, com o pé mole, foi desarmado por Lucas Rodriguez. O atacante argentino seguiu livre para a área e tocou na saída de Marcelo Grohe para igualar o placar na Arena e tornar a situação dramática.

Após o empate, se repetiu a história que o torcedor gremista conhece bem. A posse de bola foi toda do Grêmio, com pouquíssima objetividade. Conclusões esparsas, enquanto jogadas giravam de um lado a outro do campo dos argentinos, parecendo uma roda de "bobinho".

Somente aos aos 28 minutos o Grêmio voltou a tentar o gol. Jael cobrou falta de longe com força, a bola rebateu e ele conseguiu passar para Maicon. Por sua vez, o capitão mandou uma bomba que foi desviada pela zaga argentina. Aos 34, ninguém aproveitou uma jogada que foi de Luan, para Maicon e depois para Geromel, que ajeitou de cabeça para Jaílson, que decidiu pelo arremate e mandou errado para tiro de meta.

A última oportunidade veio aos 41, numa inversão de papéis. Everton cobrou escanteio no segundo poste e Luan dominou. No papel de nove, ajeitou e chutou forte, mas com pouco ângulo parou na defesa de Andujar.

A etapa final começou com Alisson no lugar de Ramiro e com um susto do Estudiantes. Erquiaga recebeu na esquerda e levantou com perigo na área. Apaolazza desviou de cabeça, mas Marcelo Grohe conseguiu se antecipar. Depois disso, voltou o roteiro normal. O Grêmio circulava a bola sem conseguir ser efetivo. Aos 6, Jaílson tocou para Luan que, ao invés de chutar, lançou para Jael que estava marcado e perdeu a bola.

Aos 9, Jael quase marcou. Everton jogou com Léo Moura, que cruzou na confusão da pequena área. Jael puxou a bicicleta e bateu com força para ver a bola passar à esquerda do gol. Três minutos depois Andujar trabalhou. Jaílson tentou o chute do meio da rua, a bola iria no ângulo, mas o goleirão espalmou. 

Depois disso, o Tricolor seguiu buscando o gol, mas com pouca inspiração. Renato lançou André no lugar de Léo Moura, passando a contar com quatro atacantes. Logo que entrou, André serviu na frente do gol e Jael teve tempo para pensar e chutar, só que a bola foi em cima do marcador. No lance seguinte, foi a vez de Luan desperdiçar, da mesma forma. O camisa 7 recebeu de frente para a meta, com espaço, mas bateu fraquinho em cima de Andujar.

Aos 46, Cebolinha correu na esquerda e foi derrubado rente à risca da área. Predestinado, Alisson aparou de cabeça o cruzamento de Luan. Andujar viu a bola passar entre suas mãos, bater no travessão e entrar junto com os gritos gremistas na Arena. Grêmio 2 a 1 Estudiantes.

O descontrole estava formado pelos gremistas, mas nada estava resolvido, pois ainda faltavam as temerosas penalidades. Porém, para a felicidade e o alívio dos tricolores, todos os jogadores do Grêmio acertaram suas cobranças. Maicon, Everton, Jael, Alisson e André deixaram sua marca, enquanto Campi isolou. Cinco a três e o sonho do tetra da América seguindo com o Tricolor Gaúcho.

VAVEL Logo

    Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense Notícias

    há 2 dias
    há 2 dias
    há 3 dias
    há 7 dias
    há 8 dias
    há 10 dias
    há 10 dias
    há 10 dias
    há 12 dias
    há 14 dias
    há 16 dias