Em noite marcada por homenagem a Juan, Flamengo bate Chapecoense e fica no G-4
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Em noite marcada por homenagem a Juan, Flamengo bate Chapecoense e fica no G-4

Renê e Diego (de pênalti), fizeram os gols que deram a vitória para a equipe rubro-negra, em noite que também marcou o retorno de Berrío, de volta após quase dez meses

lchagas
Leandro Chagas
FlamengoDiego Alves, Rodnei (Pará), Réver, Léo Duarte, Renê, Piris da Motta, Willian Arão, Diego, Éverton Ribeiro, Uribe (Berrío), Vitinho (Marlos Moreno). TÉC: Maurício Barbieri
ChapecoenseJandrei, Eduardo, Rafael Thyere, Nery Bareiro, Roberto, Amaral (Barreto), Márcio Araújo (Diego Torres), Canteros, Capixaba (Marquinhos), Bruno Silva, Leandro Pereira. TÉC: Guto Ferreira
Placar 1-0, MIN. 43 - 1° TEMPO, RENÊ, 2-0, MIN. 11 - 2° TEMPO, DIEGO (PÊNALTI)
ÁRBITROLeandro Bizzio Marinho. CARTÕES AMARELO: Renê, Piris da Motta (Flamengo). Roberto, Marquinhos (Chapecoense)
INCIDENCIASPARTIDA VÁLIDA PELA 24° RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO. DISPUTADA NO ESTÁDIO MARACANÃ, NO RIO DE JANEIRO

O Flamengo voltou a vencer no Brasileirão. Neste sábado (08), em partida disputada no Maracanã, a equipe rubro-negra bateu a Chapecoense por 2 a 0, retomando o caminho das vitórias após viver um dos momentos mais difíceis na temporada.

Diante de sua torcida, o time carioca começou o jogo controlando as ações. Mesmo com o domínio, o Flamengo não conseguia levar perigo ao gol defendido por Jandrei. O primeiro chute da equipe rubro-negra só saiu aos 13 minutos, quando Éverton Ribeiro tentou de fora da área, mas acabou batendo fraco, nas mãos do goleiro da Chape.

O jogo continuou morno, com o Fla tendo mais posse de bola, mas sem conseguir finalizar. Aos 22 minutos, Rodinei cruzou na área e Diego tentou de bicicleta, mas a bola acabou subindo muito, indo para longe do gol.

+ Confira ofertas do nosso parceiro FutFanatics

Depois, aos 29, foi a vez de Arão arriscar. O volante pegou de primeira, aproveitando rebote dado pela  zaga após o cruzamento de Renê, mas a bola acabou indo no centro do gol, para mais uma defesa tranquila do arqueiro da Chapecoense.

Sem deixar de insistir, o Flamengo foi premiado. Aos 43, Rodnei avançou pela direita e cruzou na área, mas o zagueiro Thyere conseguiu cortar de cabeça. Na sobra, Diego ajeitou para Renê, que de perna direita, acertou um belo chute colocado no canto esquerdo de Jandrei.

Logo em seguida, aos 46, o Fla quase ampliou. Arão invadiu a área e cruzou rasteiro, mas Jandrei conseguiu cortar parcialmente. No rebote Diego tentou duas vezes, e caído, acabou mandando por cima do travessão, no último lance de perigo da primeira etapa.

Na volta, o Flamengo continuou se mostrando superior. Aos sete minutos, Éverton Ribeiro arriscou de fora da área para a boa defesa de Jandrei, que conseguiu espalmar o chute do meia rubro-negro. No rebote, Pará, que havia entrado no lugar de Rodnei, substituído por lesão, tentou cruzamento, mas o juiz, acabou sinalizando impedimento de maneira equivocada.

Aos nove, Arão foi derrubado por Eduardo próximo à entrada da área. Na cobrança de falta batida por Diego, a bola pegou no braço de Leandro Pereira, e o árbitro apontou pênalti.

O próprio Diego cobrou o pênalti, deslocando o goleiro da Chape que caiu no canto oposto da bola. Na comemoração, o camisa 10 do Flamengo se juntou com seus companheiros para homenagear Juan, mostrando a camisa 4 usada pelo experiente zagueiro, que sofreu uma grave lesão durante a semana.

Mantendo o bom ritmo, o Fla desperdiçou uma boa chance de ampliar o placar. Vitinho puxou contra-ataque pelo meio, avançando com várias opções de passe. Mesmo com tantas opções, o camisa 14 acabou errando o passe, entregando a bola para a defesa da Chapecoense.  

Só aos 30 minutos do segundo tempo, a Chape conseguiu assustar o torcedor do Flamengo. Rafael Thyere recebeu um ótimo passe dentro da área rubro-negra, e sem marcação, soltou uma bomba, obrigando Diego Alves a fazer uma grande defesa.

Com a vitória bem encaminhada, a torcida carioca começou a pedir pela entrada de Berrío, longe dos gramados desde do dia 22 de outubro de 2017. Barbieri acabou atendeu o pedido dos torcedores, e após quase dez meses, o colombiano pode finalmente voltar a campo.

Na frente do placar, o Flamengo continuou controlando a partida até o apito final. Com o resultado confirmado, o Flamengo reencontrou a vitória, após três rodadas sem vencer no Brasileirão.

O time carioca volta a campo na próxima quarta-feira (12), às 21h45, para enfrentar o Corinthians, no primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil. A partida de ida será disputada no Maracanã.

Já a Chapecoense, na penúltima colocação do campeonato e vivendo uma crise cada vez maior, volta a campo na quinta-feira (13), às 20h. Em Chapecó, a equipe enfrentará o Atlético Paranaense, em partida do Brasileiro, que que havia sido adiada por causa do mal tempo.

VAVEL Logo