Após anúncio da FFERJ, Fluminense aciona justiça pelo setor sul contra o Vasco
Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Após anúncio da FFERJ, Fluminense aciona justiça pelo setor sul contra o Vasco

Federação diz que o mandante da partida pode escolher o lado de sua torcida; Abad diz ser absurdo já que Flu tem contrato com o estádio

araujo_luis
Luis Araujo

O Fluminense se posicionou oficialmente após o Vasco anunciar que sua torcida ficará no setor Sul do Maracanã - à direita das cabines de rádio - na final da Taça Guanabara. Pedro Abad disse em entrevista ao "Globoesporte.com" que o Tricolor tem direito ao espaço por uma cláusula contratual.

Abad disse ser "absurdo" o anúncio feito pelo Cruzmaltino e afirmou que o Tricolor vai recorrer à Justiça - "até as últimas consequências" - para fazer valer seu direito. O jogo acontece no próximo domingo, às 17h.

CONFIRA A ENTREVISTA DE PEDRO ABAD

Informações

"Começaram a aparecer mensagens no Twitter desconectadas da realidade, informando que o Vasco iria vender ingressos para a sua torcida no setor Sul. Eu me surpreendi. Pessoalmente, notifiquei o Maracanã. Fui até lá. Entreguei pessoalmente a notificação ao Amilcar Barbosa, o substituto do Mauro Darzé, presidente do Consórcio. Dizendo que o Fluminense tem um contrato que determina que qualquer time que enfrente o Fluminense como mandante lá tem de respeitar o lado da torcida".

Notificação ao Maracanã

"Eu liguei ainda ao Gaze e comuniquei isso. Aliás, não é só o contrato. É uma decisão judicial, a liminar dada no processo que discute o contrato. Ela determinou que o aditivo quatro reger a relação. Há uma cláusula que diz que o Fluminense, mesmo como visitante, tem o direito de ter o seu torcedor no Setor Sul. Isso tem de ser cumprido". O Maracanã está descumprindo uma determinação deliberadamente. Existe uma alegação deles de que não cabe ao estádio regular isso. Mas a questão está no contrato. É um absurdo".

Posição do Maracanã

"O Maracanã diz que não vai interferir, afinal, o mando é do Vasco e a decisão seria do Vasco. Coloquei claramente que não é assim. Ninguém pode fazer o que quiser. Não se pode ter contrato entre Maracanã e Vasco que tire o torcedor do Fluminense do Setor Sul. Outras vezes, essa discussão aconteceu e foi respeitado o contrato. Agora, por motivos que a gente não sabe o Maracanã quer descumprir atendendo a uma posição do Vasco. O Vasco também sabe do contrato e quer burlar o contrato".

Ação na Justiça

"O Fluminense vai até o último recurso judicial para impedir isso. Inclusive com responsabilização ao Maracanã e ao Vasco. Isso gera uma confusão enorme inclusive com risco de encontro de torcedores no mesmo setor do estádio. O Vasco será responsável se houver alguma confusão".

Reunião na FFERJ

"Houve a reunião de praxe de véspera de jogo na Ferj hoje e se sorteou o mando de campo. O presidente do Vasco não compareceu. Saí de lá e fui diretamente ao Maracanã para fazer a notificação. O regulamento não fala nada sobre o lado da torcida. O Vasco tem direito de escolher o campo que ele quiser jogar. E cabe ao Maracanã impedir que o Vasco faça a venda de ingressos do setor que cabe ao Fluminense".

Mando do jogo

"O Vasco pode mandar o jogo em outros estádios ou pegar o Setor Norte do Maracanã. O que não pode é desrespeitar o contrato do Fluminense. O Vasco tenta forçar isso. Nós vamos brigar judicialmente quanto a isso e será uma briga ferrada. Até as últimas consequências".

Venda de ingressos​​​​​​​

"Estamos elaborando a situação de ir à Justiça. Hoje veio um representante do Vasco aqui em Laranjeiras para montar a venda de ingressos. Não permitimos. Não vamos permitir que seja assim. O Fluminense não aceita. A ação judicial visa impedir que o nosso contrato com o Maracanã seja descumprido".

VAVEL Logo