Fluminense e Abad são denunciados, mas TJD-RJ nega suspensão preventiva
Foto: Mailson Santana/Fluminense

Fluminense e Abad são denunciados, mas TJD-RJ nega suspensão preventiva

Denúncia pedia exclusão do Tricolor no Cariocão e suspensão preventiva do mandatário

vitor-melo
Vitor Melo

O episódio da novela envolvendo Fluminense, Vasco e TJD-RJ, está a cada dia mais longe de ter seu desfecho. Em denúncia formalizada na tarde desta segunda-feira (18), pelo procurador geral do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), André Valentim, o Flu sofreu acusação conforme o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD-RJ), sob os artigos 231 e 258-D, que, em suma, explicitaria uma possível pena de exclusão do clube no Campeonato Carioca

Segundo o portal "UOL", o procurador apontou o fato de o clube entrar com a liminar na Justiça comum, antes mesmo de se direcionar até a Justiça Desportiva. Tendo em vista o teor da punição, esta poderia surtir efeito antes mesmo do julgamento, caso a mesma fosse aprovada. Confira o que afirmou André Valentim.

"Eles (Fluminense) foram para a Justiça Comum antes de irem até a Justiça Desportiva. É a primeira vez que aplico esse artigo. Quem fala o que quer, escuta o que não quer", disse Valentim. 

Nem mesmo o presidente Pedro Abad escapou de mais acusações. O mandatário, por sua vez, foi denunciado através do artigos 243-D e 258, que carregam consigo a pena no ato de: “incitar publicamente o ódio ou a violência”. Na condição de culpado, as sanções girariam em torno de uma multa, que varia entre R$ 100,00 (cem reais), a R$ 100.000,00 (cem mil reais), além de uma possível suspensão de um a dois anos. 

Vale ressaltar que as denúncias envolvendo  Fluminense e Pedro Abad foram encaminhadas para o presidente do órgão, Marcelo Jucá, e indeferida pelo mesmo. Um julgamento será marcado para analisar o caso. 

MEDIA: 4.8VOTES: 25
VAVEL Logo