Eder Ferreira é apresentado oficialmente e fica à disposição de Guto Ferreira
(Foto: Anderson Stevens/Sport)

Na tarde desta quarta-feira (05), o Sport apresentou oficialmente o zagueiro Eder Ferreira, de 24 anos que chegou do Athletico Paranaense em definitivo. O jogador já tinha sido confirmado pela diretoria, mas apenas hoje foi apresentado à imprensa.

O zagueiro já tem seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e já pode estrear pelo rubro-negro no próximo sábado (08), quando o Sport enfrenta o Vitória, às 20h30, na Ilha do Retiro pela 7° rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Na coletiva de imprensa, o zagueiro falou sobre o técnico Guto Ferreira: ''Eu trabalhei com Guto em 2016 e 2017, tivemos praticamente dois anos trabalhando juntos. Foram dois trabalhos vitoriosos, nós tivemos o acesso e a Copa do Nordeste conquistada, foram meses de aprendizados'', disse.

''No Athletico, quando eu cheguei, fui rotulado de multiuso por causa da característica. Com Guto, eu já tinha jogado de lateral, minha base tinha jogado de volante. Então eu peguei um pouco de cada. No profissional, me formei como zagueiro, então eu pude pegar um pouco da técnica de volante, um pouco da noção de espaço do lateral e agregar tudinho em um só. Eu não vejo muita dificuldade em jogar de lateral, volante ou zagueiro, procuro fazer bem feito onde eu for necessitado'', comentou sobre sua versatilidade.

O Sport tem vários zagueiros na posição e Eder falou sobre a concorrência: ''É uma disputa sadia e quem tem a ganhar com isso é o Sport. Por eu já ter trabalhado com Guto, tenho a certeza que quem estiver melhor vai jogar. Sei que tem o Durval, que está perto de acertar sua vida, tem Adryelson que está na seleção e não é por acaso, Theyre, Cleberson e Renato. Todos estão aqui por algum motivo, eu quero jogar, mas respeitando o espaço de todos, cada um vai ter o seu momento'', comentou.

Sem jogar desde o dia 21 de abril, quando atuou na final do Campeonato Paranaense, além do tempo só treinando no Sport, Eder comentou sobre seu ritmo de jogo e a ansiedade para a estreia: ''Estou bem ansioso, fiquei duas semanas só na academia. Situação que fugia do meu controle, fugia do controle do Sport, mas eu tive que ter paciência, porque eu já estava preparado e era aqui que eu queria estar, então foram duas semanas de paciência, só academia, não podia entrar no campo, sabendo que tinha condições de entrar no campo e não podia. Eu não via a hora de estar treinando e já estou. Agora é trabalhar para jogar, estou bem ansioso, confesso. Já vim jogar contra o Sport na Ilha e agora estou a favor, então estou ansioso para jogar e para ver a Ilha lotada novamente'', disse.

O novo reforço ainda comentou sobre a situação financeira do clube: ''Eu vim do Athletico sabendo da saúde financeira do Sport, foi uma decisão única e exclusivamente minha. Eu tive ajuda do meu empresário e opiniões da minha família, então é tudo bem pensando, eu não fiz nada aleatoriamente. Quando recebi o interesse, eu sabia que o Sport ia em algum momento sair dessa fase e creio que eu estando aqui, nessa fase ruim, ajudando do jeito que eu posso, na fase boa, vou poder desfrutar com orgulho'', concluiu.

VAVEL Logo