Avaí encara pressionado Botafogo ainda atrás de primeira vitória no Brasileiro
Foto: Jamira Furlani/Avaí FC

Avaí encara pressionado Botafogo ainda atrás de primeira vitória no Brasileiro

Leão não vence em casa há mais de quatro meses, enquanto Fogão vem de quatro derrotas seguidas, incluindo uma eliminação na Copa Sul-Americana

bruno-da-silva
Bruno da Silva
AvaíLucas Frigeri (Vladimir); Léo, Betão, Marquinhos Silva, Igor; Pedro Castro, Richard Franco; Lourenço, João Paulo, Gustavo Ferrareis; Bruno Sávio. Técnico: Alberto Valentim
BotafogoGatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel, Gilson; Alex Santana, Cícero; Rodrigo Pimpão, João Paulo, Luiz Fernando; Diego Souza. Técnico: Eduardo Barroca
INCIDENCIASPartida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC; a partida começa às 16h (horário de Brasília)

Com apenas um ponto conquistado após a Copa América, Avaí e Botafogo entram em campo pressionados em busca da recuperação no Campeonato Brasileiro. A situação do Leão é bem mais complicada, já que o time ainda não venceu na competição, mas o Fogão vem de quatro derrotas consecutivas, incluindo duas para o Atlético-MG que decretaram a eliminação na Sul-Americana. A partida na Ressacada, em Florianópolis, começa às 16h neste domingo (4).

As equipes já se enfrentaram 12 vezes na história, com quatro vitórias do Botafogo, duas do Avaí e seis empates. O último deles foi em Florianópolis pelo Brasileiro 2017 e terminou em 1 a 1. Marquinhos, de pênalti, marcou para o Leão, mas Marcos Vinícius, aos 50 do segundo tempo, empatou para o Alvinegro.

A arbitragem será toda de São Paulo: Vinicius Furlan é o árbitro principal e será auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Daniel Paulo Ziolli. A equipe do VAR será de Minas Gerais, formada por Igor Junio Benevenuto, Wanderson Alves de Sousa e Felipe Alan Costa de Oliveira.

Avaí busca apoio da torcida para quebrar jejum

O retorno do Avaí à Série A está sendo mais difícil do que se esperava. O Leão não vence a 15 jogos na temporada, incluindo os 12 jogos do Campeonato Brasileiro. No último domingo (28), apesar da boa atuação, o time acabou derrotado pelo líder Santos por 3 a 1, e permaneceu na última colocação, com apenas cinco pontos.

O técnico Alberto Valentim destacou o provável ambiente favorável que o Avaí deve encontrar para a partida contra o Botafogo como uma injeção de confiança nos seus jogadores.

"O que tenho até de motivacional para passar é o que os jogadores vêm trabalhando. Necessitamos da vitória, teremos o torcedor, um horário bom para o jogo, esperamos a torcida. Vamos muito forte para vencer esse jogo em casa, independente se estamos com muitos jogos sem vencer em casa. Vamos para buscar os três pontos, que é o que nos interessa", reiterou.

Valentim comandou último treino do Avaí neste sábado (3), com a presença da torcida na Ressacada (Foto: André P. Ribeiro/Avaí FC)
Valentim comandou último treino do Avaí neste sábado (3), com a presença da torcida na Ressacada (Foto: André P. Ribeiro/Avaí FC)

Em relação a partida contra o Santos, o Avaí provavelmente deve manter o mesmo time titular. Isso significa que o goleiro Vladimir, que não enfrentou o Peixe por questões contratuais, pode ir para o banco, com a manutenção de Lucas Frigeri. Outra dúvida é a presença de Igor, que foi poupado de alguns treinamentos por problemas musculares, e pode ser substituído por Paulinho.

Botafogo quer deixar eliminação para trás e passar por 'turbulência'

Após um bom começo de Brasileiro, o Botafogo vem encarando uma fase mais complicada. A equipe não vence desde 09/06 e soma cinco derrotas e um empate desde então. Na última quarta-feira (31), o Fogão perdeu fora de casa para o Atlético-MG por 2 a 0, foi eliminado na Copa Sul-Americana, e, no dia seguinte, os muros do Nilton Santos amanheceram pichados. No Brasileiro, o time ocupa o 11º lugar, com 16 pontos.

O meio-campista Cícero lamentou a queda de desempenho do time nas últimas rodadas, mas já esperava uma dificuldade pela dificuldade dos adversários enfrentados, e acredita que o clube vai conseguir ultrapassar a fase ruim.

"Esse momento que estamos vivendo, eu até particularmente sabia o que as coisas poderiam acontecer ou não. Sabíamos que teríamos uma sequência muito pesada. Grêmio, Cruzeiro, Flamengo e os dois da Sul-Americana. Nossa equipe começou o campeonato ganhando forma. Todas as equipes têm turbulência", disse.

O pressionado técnico Eduardo Barroca terá um desfalque importante: o zagueiro Carli, com dores na coxa direita, ficou de fora da viagem à Florianópolis. Assim, Marcelo deve ser promovido para o time titular. A novidade fica por conta do atacante Rhuan, 19 anos, que foi relacionado pela primeira vez para uma partida pelo time profissional.

Barroca encara pressão com Botafogo sem vencer há quase dois meses (Foto: Divulgação/Botafogo)
Barroca encara pressão com time sem vencer há quase dois meses (Foto: Divulgação/Botafogo)
VAVEL Logo