Bragantino define jogo em dois minutos e bate Vitória no Nabizão
(Foto: Divulgação / Bragantino)

Na tarde deste domingo (29), o Bragantino recebeu o Vitória pela 25ª rodada da Série B do Brasileiro, no Estádio Nabi Abi Chedid, e venceu por 2 a 0. Apesar da vitória e dos momentos distintos na competição, o líder sofreu para furar a marcação Rubro-Negra, mas quando conseguiu, precisou de apenas dois minutos para marcar os gols do triunfo.

Com 51 pontos, o Bragantino lidera a Série B de forma isolada e já tem 14 de vantagem para o Coritiba, primeiro time fora do G-4. Já o Vitória termina a rodada na antepenúltima posição, com 25 pontos, três a menos que o Vila Nova, que é o 16º.

O Bragantino volta a campo na sexta-feira (4) contra o vice-lanterna São Bento, fora de casa, às 21h30. O Vitória joga na quinta-feira (3) contra o terceiro colocado Sport, na Fonte Nova, às 21h30.

Equilíbrio na primeira etapa

Apesar dos objetivos serem distintos na competição, o primeiro tempo demonstrou muito equilíbrio entre as duas equipes. A primeira oportunidade da partida foi do Bragantino, logo no primeiro minuto de jogo, com Matheus Peixoto, com uma finalização que acertou o travessão. O lance inicial deu uma falsa esperança de que o Massa Bruta iria comandar as ações do jogo, mas essa expectativa não foi confirmada.

Depois do susto sofrido, o que se viu foi um Vitória muito bem armado na defesa, fechando os espaços do Braga e, quando chegava ao ataque, levava perigo ao líder do campeonato através dos contra-ataques. E foi através de um contragolpe que veio a primeira oportunidade do Leão. Aos 9, Gedoz arrancou e passou para Wesley, que driblou o marcador e chutou para o gol. Júlio Cesar consegue defender e mandar para escanteio.

Outra chance para o Rubro-Negro aos 18 minutos e novamente com Wesley. Van cruza na entrada da grande área e o atacante subiu livre para cabecear e assustar a meta do goleiro do Braga. Minutos depois, o Braga respondeu com muito perigo. Após uma cobrança de escanteio afastada pela defesa do Vitória, a bola sobrou para Claudinho finalizar para a meta de Martín Rodríguez, que manda a bola para a linha de fundo.

O último lance perigoso do primeiro tempo foi com Bruno Tubarão. O meia recebeu um cruzamento da esquerda e apareceu na área para cabecear, no entanto, Martín Rodríguez faz uma linda defesa no reflexo.

Paciência do Braga e definição em dois minutos

O segundo tempo foi marcado pelo domínio da posse de bola pelo Bragantino, mas que não conseguia acertar o passe final para o gol e se esbarrava na forte marcação do Vitória. A primeira oportunidade veio aos sete. Bruno Tubarão finalizou de fora da área e passou perto do gol de Martín Rodríguez. Já aos 11, uma tabela entre Morato e Barreto termina com uma finalização de chapa do volante, e mais uma vez, a bola passa perto da meta Rubro-Negra.

Depois de muitas trocas de passes no meio-campo, enfim o Massa Bruta conseguiu furar a defesa do Vitória. Aos 33, Ytalo, que substituiu Matheus Peixoto, aproveitou a brecha do Leão e cruzou rasteiro para a área e Morato empurra para o fundo do gol.

O xeque-mate do líder veio dois minutos depois. Vitória erra na saída de bola e Ytalo, que deu assistência no primeiro gol, dessa fez foi assistido por Claudinho e tocou para o fundo do gol na saída de Martín Rodríguez. 2 a 0 para o Massa Bruta, que a partir daí, só administrou o resultado diante de um Vitória que pareceu dar tudo que poderia diante de um forte adversário.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo