Negócio inédito no Brasil pode gerar lucros aos clubes da Série A, B e C
Foto: Reprodução / Stats Perform

Mesmo com os jogos paralisado desde que a quarentena foi decretada pelas autoridades públicas, a fim de evitar a disseminação do coronavírus na sociedade, os dirigentes dos clubes de futebol não param. Sem ter em mãos os lucros relativos aos direitos de transmissão e das bilheterias dos jogos, a ordem agora entre os times é a de buscar soluções que amenizem os impactos nos caixas dos times. A princípio, tudo indica que brilhou uma luz no fim do túnel. 

Nesta sexta-feira (24),  os clubes que compõem a Série A e B do Campeonato Brasileiro assinaram um contrato inédito no futebol do país. Trata-se da permissão para que as partidas tenham transmissão exclusiva nos sites de apostas, fato comum em países europeus.

Segundo informações publicadas no site Máquina do Esporte, entre as diversas empresas concorrentes foi o consórcio entre a Zeus Sporting Marketing e Status Perform que venceram. O valor mínimo estipulado para pagamento gira em torno de US$ 17,2 milhões, o equivalente a R$ 97 milhões de reais.

O contrato assinado pelos times tem prazo de quatro anos, ou seja, duração até 2023. No entanto, vale ressaltar que mesmo com as assinaturas, só terá a validade efetiva, quando ocorrer a validação do plano de ação e as garantias financeiras forem apresentadas.

Infelizmente, o funcionamento dessa nova ferramenta não será disponível no Brasil, assim como o streaming que terá restrição de 75% da tela e apenas aos cadastrados que comprovadamente tenham dinheiro em conta terão acesso.

Assim como funcionará os direitos de transmissão Internacional do Brasileirão, a renda resultante dessa negociação será dívida em partes iguais aos clubes. Serão 75% aos da Série A, 20% aos da Série B e 5% seria para os times da Série C. No entanto, podem ocorrer mudanças em relação as porcentagens, já que o negócio ainda não foi oficializado.

VAVEL Logo