Ainda com demissão de Gilmar Dal Pozzo pendente, Náutico anuncia contratação do técnico Gilson Kleina
Gilson Kleina é o novo treinador do Náutico | Foto: Álvaro Júnior/Ponte Press

A situação curiosa continua no Náutico. Enquanto o time tenta resolver as questões financeiras com Gilmar Dal Pozzo (pela equipe, comandante do time Sub-23, mas o próprio afirma ter sido comunicado de sua demissão), a diretoria anunciou Gilson Kleina como substituto para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B na noite desta sexta-feira (14).

O vínculo tem duração prevista até o fim da competição nacional e Kleina irá apenas observar os jogadores na partida contra o CRB, a ser disputada na noite deste sábado (15), no Estádio dos Aflitos, quando o Timbu será comandado por Dudu Capixaba. A expectativa é que seu primeiro jogo à frente do banco de reservas seja contra o Vitória, apenas no meio da próxima semana. Aos 52 anos de idade, Kleina chega com os auxiliares Juninho Lola e Fabiano Chá.

O currículo do novo técnico do clube de Rosa e Silva é extenso, principalmente em equipes que estão na Série B do Brasileirão. Começou a carreira no começo do atual século, como preparador físico do Coritiba, Olympique de Marseille/FRA, Atlético-MG e Botafogo. Em 2002, iniciou sua trajetória como técnico. Ao longo de quase 20 anos, treinou Villa Nova-MG, Iraty (duas vezes), Criciúma (duas vezes), Caldense, Paraná Clube (duas vezes), Cianorte (duas vezes), Paysandu, Coruripe, Sampaio Corrêa, Gama, Ipatinga (duas vezes), Caxias, Vila Nova-GO, Duque de Caxias (duas vezes), Ponte Preta (quatro vezes), Palmeiras, Bahia, Avaí, Coritiba, Goiás e Chapecoense.

O último clube treinado foi a Ponte Preta. Contratado no segundo semestre de 2019 para eliminar os riscos de rebaixamento da Macaca à Série C e planejar a temporada de 2020, foi demitido durante o Paulistão após a queda à Série A2 da competição estadual se aproximar bastante. Porém, a equipe não apenas evitou o descenso como chegou a disputar a semifinal da competição. Agora no Náutico, a responsabilidade é deixar que as consequências trazidas pelas eliminações ao longo da temporada fiquem apenas no passado. Em 2020, o Timbu foi eliminado pelo Botafogo na segunda fase da Copa do Brasil, caiu nas semifinais ao rival Santa Cruz no Campeonato Pernambucano, foi goleado pelo Bahia e ficou na primeira fase do Nordestão, além de ter iniciado a Série B com um gol e um ponto em dois jogos.

VAVEL Logo