Athletico-PR tenta, mas empata contra o Red Bull Bragantino pela Série A
Divulgação/Athletico-PR

Na noite desta quarta-feira (2), o Athletico-PR empatou por 1 a 1 contra o Bragantino, na Arena da Baixada, com gol de Geuvânio aos 16 minutos para o Furacão, e aos 29 minutos do primeiro tempo o empate veio nos pés de Claudinho para o Braga, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. O domínio da equipe mandante foi durante a maior parte do jogo, porém, a equipe adversária também teve vontade de buscar a partida, para evitar a derrota fora de casa.

Em menos de três minutos, o Furacão do auxiliar Eduardo Barros iniciou a partida com grande domínio, tendo a oportunidade ter aberto o placar bem antes num escanteio que terminou com uma grande defesa do goleiro Cleiton no momento que impediu o primeiro gol de cabeça pelo volante Erick.

Bom início do Furacão, mas...

Divulgação/Athletico-PR
Divulgação/Athletico-PR

No entanto, aos 4 minutos o Braga poderia ter aberto o placar para a equipe visitante novamente num escanteio que terminou na trave após a cabeçada de Léo Ortiz. Aos 9 minutos, após bate-rebate a bola sobra para Artur que finaliza com força de fora da área, mas a bola desvia na zaga do Furacão. Típico lance do Bragantino que investe bastante em jogadas de contra-ataques na velocidade do camisa 7, que teve a companhia de Leandrinho e Hurtado no ataque.

Quando aos 16 minutos, Erick, em boa partida, espicha a bola pela ponta e toca para Geuvânio, que desvia de Edmar com drible e finaliza rasteiro no canto do gol de Cleiton para abrir o placar para o Furacão. Após este lance, o meia de 28 anos desapareceu da partida e não conseguiu mais contribuir com a equipe na primeira etapa.

Aos 29 minutos, o belíssimo gol de empate do Bragantino que teve início numa roubada de bola propiciada pelo volante Matheus Jesus que visualiza e encontra o meia Claudinho num lançamento que deixou o camisa 10 de cara pro gol de Santos e só toca por cima para a bola entrar com tranquilidade.

Segundo tempo monótono das equipes

Divulgação/Athletico-PR
Divulgação/Athletico-PR

No segundo tempo, a equipe do Braga adiantou os seus jogadores dificultando a saída de bola do Furacão. A partir daí, o jogo fica acelerado e o equilíbrio é retomado na partida abrindo margem para qualquer um dos times terem as maiores condições de fazerem mais gols. No entanto, isso dura apenas 12 minutos, quando o Athletico-PR volta a ajustar a saída de bola, porém, o Bragantino evita de pressionar e arma uma marcação passiva contrariando o estilo de jogo no início da segunda etapa.

Aos 23 minutos do segundo tempo, Ytalo arranca pelo meio e lança Bruno Tubarão, que invade a área pela esquerda, finaliza com força e Santos faz uma grande defesa evitando o segundo gol do Braga. O lance de perigo se repete 16 minutos depois, tendo sido iniciado nos pés de Claudinho para Tubarão que invade a área e cruza para Ytalo, mas dessa vez a zaga corta antes da finalização da equipe visitante.

Após estes lances, o jogo fica monótono e as equipes se esbarraram a todo momento nas limitações técnicas dos jogadores durante as jogadas. A afobação foi um dos motivos que fez com que, tanto o Furacão quanto o Braga, perdessem as disputas da bola e ficassem no empate.

Sequência no campeonato

Com este resultado, o Athletico-PR cai para a 13ª posição com sete pontos, enquanto o Bragantino estaciona em 17ª posição com 6 pontos. A próxima partida do Furacão, pela oitava rodada, será contra o Vasco fora de casa. O próximo adversário do Braga será o Palmeiras, jogando em casa.

VAVEL Logo