Presidente
do Grêmio decide rescindir contrato de Thiago Neves
Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Essa sexta-feira (4) será o último dia de Thiago Neves como jogador do Grêmio. O presidente gremista, Romildo Bolzan, decidiu por rescindir o contrato do camisa 10 para evitar a renovação automática que colocaria o jogador no elenco até 2021 e com um salário beirando a R$ 600 mil por mês.

A informação feita pelo mandatário foi repassada para o jornalista Pedro Ernesto Denardin no programa Sala de Redação da "Rádio Gaúcha" e confirmada pela VAVEL através de outros jornalistas.

Quando procurado pela reportagem da rádio de Pedro Ernesto, Romildo foi direto e reto para não estender ainda mais o assunto. “Não existe declaração a fazer. Todas as partes já estão devidamente comunicadas.”

O contrato é rescindido faltando três jogos para Thiago conseguir a renovação automática, já que no acordo previa que ele fosse relacionado 20 vezes para isso acontecer e ontem na derrota para o Sport ele chegou a partida de número 14 em campo e 17 sendo relacionado.

O jogador se despede após 17 jogos com a camisa tricolor e apenas um gol marcado contra o São Luiz, pelo Campeonato Gaúcho. Foram 471 minutos sendo jogador gremista e com um salário de R$ 380 mil. O Grêmio ainda não fez o anúncio oficial.

VAVEL Logo