Pintado fala de alterações e exalta qualidades do Juventude após vitória sobre CSA
Foto: Gabriel Tadiotto / EC Juventude⁣

Em duelo direto pelo acesso ao Brasileirão 2021, o Juventude venceu o CSA por 1 a 0, na última sexta-feira (18), no Alfredo Jaconi. O jogo, válido pela 29ª rodada da Série B, teve o clube alagoano pressionando no final, mas os gaúchos se segurando bem na defesa. Técnico do clube de Caxias do Sul, Pintado falou sobre a estratégia da equipe.

Com apenas 34% de posse de bola, o Juventude finalizou dez vezes - contra 11 dos adversários. Em chutes certos, três para cada lado.

"Estrategicamente, fizemos uma grande partida. Soubemos jogar, enfrentar as dificuldades do jogo. Vencer e somar pontos nesse momento é importante, no número de vitórias nesse momento, também, pois igualamos com o adversário. Vamos seguir nessa luta até o final. Não vai ser fácil. É importante, sim, ficar mais distante dos adversários, mas não nos garante nada", comentou Pintado, destacando o resultado contra o CSA e a classificação da equipe - os gaúchos chegaram a 49 pontos, contra 45 dos alagoanos.

Ainda falando sobre resultados, Pintado relembrou vitórias que a equipe entregou no final dos jogos - como contra Oeste, Chapecoense e Botafogo.

"Essa cicatriz fica desses resultados, está marcado na gente. Não podemos esquecer em momento nenhum isso que aconteceu. Mas também é marcado essa equipe que tem coração, alegria, força, objetivo, que tem qualidade para jogar. Isso é o que vale nesse momento", afirmou, exaltando a fibra do Juventude.

Rodízio

Por conta da maratona de jogos, Pintado fez alterações no time titular que está acostumado a ir a campo. Gabriel Bispo e Roberto, por exemplo, ganharam chances - o segundo, por sinal, marcou o tento da vitória.

Na resposta, em tom até certo ponto emocionado, o técnico valorizou o profissionalismo que ele próprio imprime no Juventude. "Esse é meu trabalho, encontrar soluções para os nossos problemas, nossas dificuldades. Fico muito satisfeito, porque conheço muito bem esse grupo. Tenho três meses sem ir na minha casa visitar minha família. Conheço muito bem o que cada atleta pensa, o sorriso, o olhar. Isso me ajuda muito a solucionar", finalizou.

O Juventude volta a campo já na terça-feira (22) para enfrentar o Operário em Ponta Grossa, às 16h.

VAVEL Logo