Goiás marca no final e busca empate em jogo emocionante contra Bahia
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A luta pela permanência na elite do futebol brasileiro teve mais um capítulo neste sábado (6), quando Bahia e Goiás se enfrentaram na Arena Fonte Nova e o placar terminou 3 a 3.

Antes da bola rolar, Bahia e Goiás estavam na zona de rebaixamento e o empate tirou o tricolor dela. A equipe comandada por Dado Cavalcanti vencia até os 49 minutos do segundo tempo, mas como sofreu o empate praticamente no último lance do jogo voltará para o Z-4 ainda nesta rodada caso o Fortaleza não ganhe do Vasco na quarta-feira (10). 

Show de gols - e lambanças

Mesmo jogando fora de casa, o Goiás mostrou mais volume do que o Bahia e finalizou 17 vezes durante os 90 minutos contra apenas nove do tricolor. O destaque do jogo foi o centroavante Fernandão, autor do primeiro e do terceiro gols. Além disso, teve expulsão, virada, intervenções do VAR e a partida terminou com gol nos acréscimos. Artilheiro do Bahia no Brasileirão, Gilberto também correspondeu com um gol e uma assistência. 

Tudo começou quando Vinícius Lopes tentou cruzar, a bola tocou no braço direito de Gregore dentro da área e após revisar o lance na beira do gramado, o árbitro Rafael Traci confirmou o pênalti. O goleiro Anderson defendeu o chute de Fernandão com a perna direita, mas o camisa 99 pegou o rebote e empurrou para o gol.

O resultado também traduz o encontro das duas principais defesas do campeonato. David Duarte esteve em uma noite infeliz, tanto que cortou mal a bola que caiu no pé de Gilberto para ele fazer o gol de empate do Bahia e, na sequência, tomou um drible de Gabriel Novaes, caiu sentado no chão e viu o centroavante virar o jogo ainda no primeiro tempo.

O Goiás voltou do intervalo com o atacante Rafael Moura na vaga no lateral Jefferson. O artilheiro do time se movimentou tanto dentro d área quanto fora dela, para confundir a marcação rival. Em um desses momentos, após um cruzamento de Índio ele se posicionou no primeiro pau e foi cercado por dois jogadores, abrindo espaço para Vinícius Lopes aparecer na altura da marca do pênalti e cabecear para empatar o jogo. No lance o goleiro Anderson também falhou, visto que tentou interceptar a finalização pelo alto mas passou lotado. 

Além de ajudar na frente, Rafael Moura também provocou a expulsão de Daniel. Seis minutos após entrar em campo, o meio-campista levantou demais o pé em uma dividida com o veterano e recebeu o cartão vermelho direto. 

Anderson se redimiu mais tarde, quando deu um chutão para o campo de ataque e a bola caiu no pé de Alesson, que partiu em velocidade, limpou Marcelo Rangel e rolou para o gol vazio, colocando o Bahia na frente mais uma vez aos 33 minutos do segundo tempo.

Como a derrota praticamente sacramentava o rebaixamento, na reta final da partida o Goiás continuou pressionando, ocupando cada vez mais o campo ofensivo, e o técnico Glauber Ramos colocou o lateral Gustavinho no lugar do volante Breno. A estratégia deu certo: aos 49, ele mandou a bola na área, Ariel Cabral desviou para atrás e aí Fernandão cabeceou para encobrir Anderson.

Classificação e próximos jogos

A partir de agora, o Bahia aguarda o complemento da rodada para saber se a permanência na elite do Brasileirão depende apenas de si. O tricolor ainda enfrenta Atlético-MG, Fortaleza e Santos, sendo que apenas o último jogo é em Salvador. Neste momento, os principais concorrentes na luta contra o descenso são Sport, Fortaleza e Vasco.

Com apenas 33 pontos, o Goiás ainda sonha com a permanência na elite, mas a situação é ainda mais complicada, visto que a diferença para o Bahia é de quatro pontos. Na sequência, o esmeraldino recebe  Botafogo e Red Bull Bragantino e depois fecha a participação no Campeonato Brasileiro contra o Vasco em São Januário.

VAVEL Logo