Com Mineirão lotado, Atlético-MG bate Cuiabá e abre 11 pontos na liderança
Fotos: Pedro Souza / Atlético

Em grande partida no Mineirão, Atlético e Cuiabá mediram forças em jogo importantíssimo na rodada vinte e oito do Campeonato Brasileiro. Em campo, o Galo jogava para aumentar sua vantagem na liderança do Brasileirão, contando com o tropeço do Flamengo no clássico contra o Fluminense. Mas pela frente, o alvinegro enfrentava um visitante indigesto, o Cuiabá havia perdido apenas um jogo como visitante no campeonato e na última rodada havia empatado no Maracanã contra o Flamengo.

Pelo lado do Galo, o técnico Cuca escalou força máxima e escolheu o 4-4-2, mantendo o meio campo povoado e deixando Hulk mais próximo da área, quase como um centroavante, visando dificultar a marcação do Cuiabá.

Já o técnico Jorginho, manteve o 4-4-2, usando uma forte marcação e buscando ser mais efetivo no contra-ataque.

Primeiro tempo de três gols

Logo aos dois minutos de jogo, em recuo bizarro do zagueiro do Galo, Nathan Silva, Everson estava fora do gol e nada pôde fazer para impedir o gol contra, Cuiabá na frente do placar. Mas a alegria do Dourado durou pouco, dois minutos depois, em jogada ensaiada na cobrança de escanteio, Hulk fez seu décimo primeiro gol no Brasileirão e deixou tudo igual.

Chegando aos dez minutos da partida, o cenário era o esperado, o Atlético trocava passes e buscava furar a defesa do Cuiabá, que por sua vez, levou certo perigo em alguns contra-ataques, obrigando o goleiro Everson a trabalhar. 
 
Keno, que foi bastante acionado no primeiro tempo, foi o principal criador de jogadas e buscava desequilibrar a defesa na jogada individual, em uma dessas jogadas, Hulk finalizou de fora da área e assustou o goleiro Walter. Em outro momento, o camisa onze do Galo também esteve dentro da área e desviou a bola em cruzamento de Jair, Walter mais uma vez apareceu bem para evitar o gol.

Já no finalzinho do primeiro tempo, aos 47 minutos, em jogada pelo lado esquerdo, Guilherme Arana fez belo cruzamento para Jair, que marcou o gol da virada de cabeça e foi premiado após grande atuação na primeira etapa.

Galo controla segundo e vence em casa

Na volta do intervalo, Jorginho promoveu duas mudanças na sua equipe, Yuri Lima e Jonathan Cafu entraram nas vagas de Camilo e Rafael Gava, substituições que visavam dar mais velocidade ao time e encontrar o contra-ataque. 

Logo no primeiro minuto de bola rolando, Hulk recebeu, chutou fraquinho e o goleiro Walter falhou, deixando a bola entrar no que seria o terceiro gol do Galo, mas a arbitragem anulou o lance assinalando o toque de mão do atacante alvinegro.

O Atlético chegava mais, e dominava a partida, porém falhava na hora da finalização, perdendo muitas chances de gols, gol que poderia trazer a tranquilidade no jogo apesar do Cuiabá não levar perigo real ao gol de Everson, o que fica claro no número de finalizações na partida, foram 21 chutes do Atlético contra sete da equipe mato grossense. 

O cenário se manteve até metade do segundo tempo, quando Cuca sacou Zaracho e Keno para a entrada de Savarino e Vargas, e após, também tirou Jair e Hulk, entrando Réver e Diego Costa, que havia ficado de fora das últimas duas partidas do time. Com as mudanças, o Atlético teve dificuldade no meio campo, o que chamou o time do Cuiabá para o jogo e passou a levar mais perigo ao gol defendido por Everson, mas nada que alterasse o placar e tirasse a grande vitória do Atlético em casa, diante de 30 mil torcedores.

Próximos jogos

Na quarta-feira (27), o Atlético enfrenta o Fortaleza, fora de casa, no jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil. O Galo tem ampla vantagem após vencer a primeira partida por 4 a 0 e é amplo favorito a estar na grande final da competição.

Já o Cuiabá, terá uma semana para trabalhar e só volta a campo na segunda-feira (01/11), jogando em casa, o Dourado recebe o RB Bragantino.
 

VAVEL Logo