Coritiba vence Operário, assegura liderança da Série B e se aproxima do acesso
Foto: Divulgação/Coritiba

O Coritiba venceu o duelo paranaense contra o Operário pelo placar de 3 a 1 nesta quarta-feira (3) pela 33ª rodada da Série B do Brasileirão 2021 e assegurou a liderança sem depender de outros resultados. No Couto Pereira, Luciano Castán, Waguininho e o artilheiro Léo Gamalho marcaram em sequência no início do segundo tempo, enquanto Felipe Garcia descontou pouco depois.

Líder do campeonato desde a rodada 17 e segundo melhor mandante da temporada, o Coxa foi a campo, no entanto, tendo visto seu aproveitamento cair nos últimos seis jogos, em que teve apenas uma vitória. A equipe paranaense precisava vencer em casa para manter o primeiro lugar e tentar aumentar a distância de somente dois pontos do vice-líder Botafogo.

Já o Fantasma ocupava a 12ª posição com 41 pontos e precisava dos três como visitante para se distanciar da temida zona de rebaixamento, que era aberta pelo Londrina, com 38 já contando com seu resultado na rodada 33. Para isso, tinha como ânimo o fato de vir de duas vitórias seguidas (sobre Avaí e CSA).

Equipes muito finalizam, mas pouco acertam

A primeira etapa foi animada no Couto Pereira. Tanto o time da casa quanto o visitante, que viam os três pontos como essenciais por diferentes motivos, foram para cima e deram ao jogo um bom número de finalizações. Contudo a maior parte delas pecou na pontaria, sem a direção do gol. Logo no primeiro minuto, Thomaz recebeu na entrada da área pela esquerda e arriscou o chute, mas direto para fora. O Coritiba iniciou postando linhas de marcação baixas, deixando o Operário ocupar o campo. Aos cinco, outra oportunidade para o Fantasma em cobrança de falta direto para o gol, e Wilson espalmou para longe.

A defesa da equipe visitante conseguia fazer os bloqueios dentro da área, nas tentativas de finalização do Coxa. Até que o mandante adiantou a marcação, começando a pressionar a saída de bola adversária. Aos dez, Rafinha invadiu a área em velocidade, recebeu e chegou batendo firme, mas a bola subiu e passou longe do travessão. Em seguida, Léo Gamalho arriscou de longe e também errou o alvo. Na resposta, um chute colocado de fora da área pela esquerda assustou Wilson, que se esticou para chegar. Aos 18, Paulo Sérgio girou na frente do marcador e bateu de fora da meia-lua, porém sem muita direção.

Reagindo, Waguininho finalizou fraco pela direita, e Thiago Braga caiu para agarrar. Com 22, Léo Gamalho cabeceou no susto na pequena área pela esquerda e mandou para fora. Do outro lado, Marcelo tentou um segundo chute sem a direção certa, direto pela linha de fundo. Aos 29, Igor Paixão cobrou falta de longe pela esquerda, a bola quicou na frente de Thiago Braga e obrigou o goleiro a espalmar no susto.

Até que, aos 38, o Coritiba teve um gol anulado por impedimento de Henrique, que foi quem empurrou para dentro no rebote. Já aos 47, Igor Paixão tirou do marcador com um bonito drible, invadiu a área e concluiu firme, mas o arqueiro visitante espalmou bem para escanteio.

Coxa calibra pontaria e administra até o fim

Na volta do intervalo, o público presente viu menos finalizações, mas bastante bola na rede, com direito a uma rápida construção de 3 a 0. Com apenas dois minutos, cobrança de escanteio pela esquerda e Luciano Castán subiu mais que a marcação na primeira trave para balançar a rede, abrindo o placar para o líder da Segundona. Somente quatro minutos depois, Léo Gamalho deu boa assistência para Waguininho, que, dentro da área pela direita, finalizou cruzado para tirar de Thiago Braga e colocar lá dentro, ampliando cedo a vantagem.

Aos nove minutos, Igor Paixão fez boa cobrança de falta pela esquerda exigindo que o goleiro tocasse na bola para garantir que não entraria. E, com 11, desta vez o próprio Léo Gamalho recebeu e bateu firme da entrada da área pela direita, não deixando Thiago Braga chegar nela: 3 a 0. Só que, aos 18, quando voltava a respirar e a ficar com a bola, Thomaz conseguiu mais uma subida pelo corredor esquerdo e levantou na área procurando Felipe Garcia, que aproveitou um desvio adversário para cabecear livre na segunda trave e diminuir o placar.

Após um período sem novas chances na partida, Marcelo cobrou falta pela direita aos 31, Reniê cabeceou na tentativa do segundo gol do Operário, e Wilson agarrou sem dar rebote. Em seguida, Alan tirou bonito do zagueiro e finalizou sem ângulo na área pela esquerda, mas o goleiro da casa fez a defesa. Até que veio uma sequência do Coxa. Aos 42, Igor Paixão conseguiu mais uma bonita jogada individual em jogada de linha de fundo pela esquerda e fez o passe para trás, com Gustavo Bochecha chegando para chutar forte, e Thiago Braga fazendo ótima defesa no reflexo.

No minuto seguinte, em jogada similar, agora foi a vez de Léo Gamalho finalizar, porém teve o chute desviado por Reniê. Dois minutos depois, de novo o camisa 9 assustou, cabeceando para fora após escanteio. E, para fechar, o atacante, vice-artilheiro da Série B com 15 gols, levantou na cabeça de Guilherme Biro na área, que errou o alvo. Fim de papo no Couto Pereira e liderança garantida para o mandante.

Classificação e próximos compromissos

Com a importante vitória em casa, o Coritiba garantiu sua permanência no primeiro lugar, agora com 61 pontos, cada vez mais próximo da Série A. Enquanto isso, o Operário permaneceu na 12ª colocação com os mesmos 41 pontos iniciais, ainda podendo ser ultrapassado na rodada pelo Sampaio Corrêa. O próximo compromisso do Coxa é fora de casa contra o Náutico no sábado (6) às 16h15. Já o Fantasma volta a campo no mesmo dia, mas às 18h30, quando recebe o Goiás.

VAVEL Logo