Sylvinho relativiza derrota para Atlético-MG e defende trabalho no Corinthians
Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O Corinthians foi vencido, nesta quarta-feira (10), em jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro 2021. No Mineirão, a equipe perdeu por 3 a 0 para o Atlético-MG. Em entrevista coletiva após a peleja, Sylvinho, treinador da equipe normalizou o resultado e fez questão de defender o próprio trabalho e as escolhas feitas por ele.

Na visão do treinador do Timão, o resultado mostra, basicamente, a força do Galo. Mais do que isso: deu a entender que o resultado é aceitável. "Não incomodamos como muita gente tem passado por aqui e também não tem incomodado. Queríamos incomodá-los, não conseguimos. Tentamos no segundo tempo, correndo riscos. Outro detalhe é que cada vez que se erra contra um adversário desta qualidade, paga-se um preço caro", comentou, após a peleja do Brasileirão.

No 4-1-4-1 de Sylvinho, o Coringão teve mais posse de bola na peleja do Campeonato Brasileiro: 53%. Já o Galo, no 4-2-3-1 de Cuca, chutou mais a gol (onze a sete) e acertou mais finalizações (cinco a zero). 

Defesas

Em outros momentos da entrevista, o treinador fez questão de exaltar os pontos fortes do trabalho feito por ele, que é cada vez mais contestado entre torcedores. "Estamos em condições diretas de buscar uma vaga direta à Libertadores, coisa que faz tempo que não consegue. Até o momento éramos a segunda melhor defesa do campeonato, estamos buscando melhoria, conhecimento de atletas que chegaram recentemente, estamos buscando o melhor deles", pontuou o profissional do SCCP.

Algumas escolhas feitas pelo técnico na peleja contra o Atlético também foram motivos de perguntas na entrevista coletiva. Uma delas foi a substituição de Du Queiroz por Gabriel Pereira. "Quando você muda, faz um volume maior. Por que não fez isso antes? O futebol tem um primeiro e um segundo tempo, ele se abre. Isso é mérito. Gostaria de ganhar todo jogo de 5 a 0, mas o jogo se mostra. Conseguir conduzir um segundo tempo melhor do que o primeiro é mérito", destacou o treinador.

Outra questão falava sobre a utilização de Renato Augusto como centroavante. "Renato Augusto pode fazer várias funções, veio para trás e rendeu. No primeiro tempo fez retenções para atravessar campo e isso não é fácil diante de uma equipe forte, que dentro de pouco pode se sagrar campeã brasileira. Tentamos de tudo no segundo tempo, mesmo correndo riscos", finalizou o profissional do SC Corinthians Paulista.

Na 32ª rodada do Brasileirão 2021, o Corinthians recebe o Cuiabá, na Neo Química Arena, no próximo sábado (13), às 21h (Horário de Brasília).

VAVEL Logo