Empate no Castelão: Fortaleza de volta ao G-4 e São Paulo próximo ao Z-4
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net.

Em jogo válido pela 31ª rodada do Brasileirão, o Fortaleza recebeu o São Paulo em casa, na quarta partida entre os dois times na temporada. Mais uma vez o Tricolor Paulista não conseguiu vencer o Leão do Pici, que com o resultado volta ao G-4 do Brasileirão. Segundo o Departamento de Matemática da UFMG, o Fortaleza tem 86,9% de conquistar a vaga para a Libertadores de 2022.

Já o São Paulo, não vence pela segunda partida consecutiva e, após os resultados da rodada, fica a cinco pontos do Z-4 e fora da zona de classificação para a Sul-Americana. 

  • O Jogo

Em um primeiro tempo sem grandes emoções e pouquíssimas chances, o São Paulo até esboçou um domínio da partida nos primeiros dez minutos, porém não conseguia transformar a posse de bola em chances e logo o jogo se equilibrou. O Fortaleza buscava os contra-ataques, explorando os espaços deixados pelo Tricolor Paulista. 

As únicas oportunidades foram em chutes de fora da área, Rodrigo Nestor pelo lado do São Paulo e Matheus Jussa, já no finalzinho do primeiro tempo, obrigou Tiago Volpi a fazer boa defesa em chute forte do volante.

As equipes sofreram com a falta de criatividade e os poucos espaços que eram encontrados pelos ataques, as defesas se impuseram e dominaram a primeira etapa.

Com um resultado que não era interessante para ninguém, os times voltaram com outra pegada para o segundo tempo. Logo aos quatro minutos, Reinaldo acertou belo chute e levou perigo ao gol do Fortaleza, na continuação do lance, foi o Fortaleza que assustou com Ronald, que perdeu chance clara após assistência de Éderson. Claramente os tricolores haviam voltado a campo dispostos a mudar o placar. 

Mudança essa que ocorreu aos treze minutos da etapa complementar; após grande jogada do  argentino Valentín Depietri, Robson completou o cruzamento para as redes e abriu o placar no Castelão. Foi o nono gol do camisa 7 do Fortaleza no Brasileirão.

Após o gol, a segunda etapa, que já era movimentada, ganhou ainda mais emoção. O São Paulo buscava o ataque, mas era sempre respondido pelo Fortaleza, que abusava da velocidade de seus atacantes para o contra-ataque.

Característica do time do argentino Vojvoda, o Fortaleza se revezava entre recuar suas linhas de marcação e avança-lá para forçar o erro São Paulino, em uma dessa tentativas, Wellington Paulista, que havia entrado na vaga de Robson, teve boa chance de fora da área e assustou Tiago Volpi.

O São Paulo também criava boas chances, em uma dessas, Calleri desviou cruzamento de Reinaldo e quase quase empatou a partida. Já aos 37 minutos do segundo tempo, o técnico Rogério Ceni promoveu a entrada de Éder e Victor Bueno, nas vagas de Gabriel Sara e Luciano. Um minuto após a mudança, Victor Bueno recebeu belo passe de Benitez e finalizou com perfeição para o gol, sem defesa para Marcelo Boeck. Porém, após revisão do VAR, um impedimento foi sinalizado no início do lance, após participação do zagueiro Bruno Alves na jogada, gol anulado pelo árbitro Paulo Roberto Alves.

Ainda em busca do empate, o São Paulo tinha a posse de bola e o Fortaleza se defendia como podia, inclusive fazendo faltas, uma delas, de Wellington Paulista em cima de Benitez, próximo a área. Na preparação para a cobrança, o quarto árbitro sinalizava os sete minutos de tempo adicional. E aos 47 minutos do segundo tempo, em cobrança magistral, Benitez empatou a partida com uma finalização no ângulo, o goleiro Marcelo Boeck, novamente, nada pôde fazer. Empate selado no Castelão.

  • Situações diferentes na tabela

Com o empate, o Fortaleza se viu mais próximo do sonho da Libertadores e voltou a figurar entre os quatro melhores da competição, porém com 49 pontos, ao ceder o empate no final, o Leão do Pici deixou passar a chance de abrir vantagem para o quinto colocado, RB Bragantino e colar no Flamengo, que ocupa a terceira posição com 54 pontos.

Na parte debaixo da tabela, o São Paulo mantém o sinal de alerta com a proximidade do Z-4. Após o empate, e com os demais resultados da rodada, o Tricolor Paulista tem 38 pontos, e está apenas cinco pontos à frente do Juventude, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. Além disso, o clube Paulista perdeu a chance de entrar na zona de classificação para a Sul-Americana. 

Segundo o Departamento de Matemática da UFMG, a equipe comandada por Rogério Ceni tem 2,4% de chances de conseguir uma vaga na Libertadores. Para uma vaga na Sul-Americana, o São Paulo tem 47,9% de chances, e a possibilidade de rebaixamento é de 6,3%. 

  • Próximos jogos

O próximo compromisso do Fortaleza no Brasileirão é contra o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, no próximo sábado (13), às 19 horas. Já o São Paulo recebe o Flamengo em casa, no domingo (14), às 16 horas.

VAVEL Logo