Presente de aniversário: Patrocinense derrota Cruzeiro e evita rebaixamento do Mineiro
Foto: Divulgação/Cruzeiro/Staff Images

No dia que completa 68 anos, o Patrocinense deu um belo presente ao seu torcedor: permanência na elite do Campeonato Mineiro graças a vitória de 2 a 1 sobre o Cruzeiro, no Estádio Municipal Pedro Alves do Nascimento, pela 11ª rodada.  Apesar do tropeço, a Raposa manteve a vaga carimbada, no entanto, perdeu as vantagens oferecidas na semifinal. 

Oito minutos de emoções

Com um time bastante alternativo, Paulo Pezzolano colocou a garotada para jogar. Tal fato não impediu do time cinco estrelas ter mais posse de bola e, como consequência, mais volume de jogo. A melhor oportunidade ocorreu aos 13. Daniel Jr levou para finalizar com a direita na ponta da área. O goleiro Jacsson espalmou, dando rebote, mas ninguém apareceu para completar.

O tempo acabou virando contra os visitantes devido ao crescimento da Águia. Mesmo caindo, Matheus Santos dá bom passe para Obina. O atacante rolou para o meio, Márcio Jonatan dominou e deixou dois no chão, demorou demais e Mateus Silva bloqueou. 

Aos 41’, Jônatas Obina recebeu sem marcação dentro da área. O único trabalho foi escorar no canto, não dando chances para Ezequiel. A pressão do Patrocinense continuou e depois minutos depois a ampliação. Matheus Silva saiu jogando errado, Samuel deu o bote na intermediária e avançou até finalizar ao gol. O goleiro se enrolou e deixou a bola entrar. A alegria dos mandantes acabou sendo diminuída com o despertar da Raposa nos acréscimos. Marco Antônio fez lançamento, Vitinho cabeceou na trave. Vitor Leque furou na, mas Adriano completou.

Enganou-se quem pensou que o segundo tempo fosse animado. O início foi lento e truncado. O Cruzeiro tinha mais posse, tentava chegar ao ataque, enquanto o Patrocinense se segurava e saia no contra-ataque. Apenas aos 39 a melhor chance da etapa final. Júlio César ficou cara a cara com Ezequiel, que levou a melhor e evitou o terceiro gol com o pé.

O que vem por aí

Patrocinense chega aos 10 pontos e garante permanência do Módulo I do Mineiro ao terminar em nono lugar. Já classificado para próxima fase, o Cruzeiro caiu para terceiro, somando 22.

Nas semifinais, a Raposa encara o Athletic, que tem a vantagem de dois empates ou vitória e uma derrota com a mesma diferença de gols.

VAVEL Logo