Brasil sofre, mas busca empate contra Espanha em amistoso
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Buscando sua primeira vitória em 2022, o Brasil entrou em campo testando a invencibilidade da Espanha, que não perde desde 8 de março de 2020. Apesar de amistoso, as seleções disputaram do início ao fim. La Roja dominou as Guerreiras do Brasil, abriu o marcador com a melhor do mundo Alexia Putellas, em recuperação Geyse garantiu o empate de 1 a 1, no Estádio Rico Perez, em Alicante.

Controle espanhol e despertas nos contra-ataques

As Guerreiras do Brasil começaram bem, pressionando e dificultando a saída de bola de La Roja, mas as donas da casa conseguiram fazer o que mais gostam: a posse. O tik-taka deixou a camisa canarinho atordoada. Vieram as faltas por conta das dificuldades na hora da marcação. 

Em cobrança de falta, Alexia Putellas chutou forte da entrada da área. As espanholas se apresentavam para receber, o que não acontecia do lado brasileiro. Claudia Pina recebeu com liberdade, bateu de chapa e a bola saiu à esquerda do gol.

Falta de atenção nas tomadas de decisões dificultaram nas criações de jogadas. Os contra-ataques trouxeram as comandadas de Pia Sundhage de volta ao jogo. Aos 23, Geyse escapou em velocidade pelo meio, tinha a opção de abertura com Duda, preferiu o chute e mandou fraco no meio do gol. Paños encaixou. A precipitação deu uma acordada e as investidas continuaram. Tamires cobrou falta na área. Paños saiu mal, não encontrou nada. Kerolin se adiantou, a assistente levantou a bandeira para salvar a goleira.

Na primeira jogada trabalhada, a Seleção Feminina encontrou o caminho do gol. Ary Borges pedalou em cima da marcação e acionou Kerolin, que cruza rasteiro. Geyse girou pra cima de Mapi León e deixa tudo igual de biquinho.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Lorena e Antonia garantem empate

O segundo tempo foi mais equilibrado. O Brasil estava mais concentrado, não deixava a Espanha girar com tanta facilidade em frente à meta. Esther, que saiu do banco antes da bola rolar, criou as melhores oportunidades. 

Aos dez, a equipe verde e amarela teve a chance da virada, mas não soube aproveitar. Aleixandri errou de frente ao gol. Geyse aproveitou, abriu com Kerolin. Ela perdeu o ângulo e carimbou Ivana. Logo em seguida, Tamires alçou na segunda trave. Debinha se jogou, mas não chegou a tempo.

La Roja voltou a ter o domínio, encurralando as adversárias. Após boa troca de passes, Esther se posicionou bem na área, girou e Lorena salvou com uma das mãos. A goleira acabou sendo exigida na reta final. O time de Jorge Vilda quase esteve à frente do marcador outra vez. Antonia estragou a possível comemoração.Zornoza alçou, Lorena não desviou de leve. Antonia se antecipou a Esther e tirou em cima da linha.

O que vem por aí

Brasil realiza o último amistoso contra a Hungria, na segunda-feira (11), às 15h30 (horário de Brasília), visando a Copa América. Já a Espanha duela contra Escócia, na terça-feira (12), às 15h35 (horário de Brasília), pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. 

VAVEL Logo